Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1931
Pará de Minas 18/08/2022


exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

AFINAL, ONDE ESTÁ A VERDADE SOBRE O “FECHAMENTO” DA COOPARÁ?

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

WANDERCY CORREA STEIN, 85
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“A GAZETA sempre mantém a população pará-minense atualizada, com informações precisas!”
CARLOS ALBERTO DE MOURA MORATO, empresário.

O editor GP escreve mais uma crônica: COMO VOCÊ VÊ OS ATUAIS POLÍTICOS DESTA CIDADE?O editor GP escreve mais uma crônica: COMO VOCÊ VÊ OS ATUAIS POLÍTICOS DESTA CIDADE?

       Bié Barbosa
O editor GP escreve mais uma crônica: COMO VOCÊ VÊ OS ATUAIS POLÍTICOS DESTA CIDADE? BIÉ BARBOSA, jornalista e publicitário (UFMG), nascido em Pará de Minas em 22/11/53, é casado com Maíza Lage com quem tem 4 filhos. SEU LEMA: “O SENHOR É MEU PASTOR, NADA ME FALTARÁ”!



Veja também a crônica deste mesmo colunista da edição 1923 abaixo: O QUE, REALMENTE, ESTÁ POR TRÁS DESSA INSANA GUERRA?


Na roda de cinco homens e apenas uma mulher, um bom vinho tinto e seco era tomado e degustado, com uvas roxas e queijo provolone. Todos de cachecóis e alguns, com adereços nas cabeças, pois o frio no sul do país, realmente, aperta bem mais. Por incrível que pareça, naquela noite ninguém falou de política, apesar de, daqui a pouco, escolheremos, o ocupante para a cadeira mais importante do país. Inteligentes que são, nenhuma daquelas seis pessoas tentava persuadir os outros para à esquerda ou à direita, por tratar-se de tarefa inútil, já que todos ali tinham opinião própria bastante convicta sobre política. Então, falavam de algo também importante: a guerra da poderosa Rússia contra a fraquinha Ucrânia. Tudo começou, quando o professor universitário de história falou:

- Essa guerra mostra, antes de tudo, uma mudança de valores na economia mundial. É como se a Rússia estivesse dizendo para o Estados Unidos: Você não é mais o único poderoso do mundo. Hoje, nós já somos o 2º maior exército do planeta e queremos a divisão deste poder, já!

O engenheiro estranhou:

- Como assim? Esta guerra é na Europa. Não tem nada a ver com os Estados Unidos.

O professor respondeu:

- Por que você acha que a França, a Itália e os Estados Unidos estão demorando tanto a socorrer a Ucrânia? O que está em discussão - acima de tudo - é essa divisão do poder mundial, que agora se fez necessária, já que a Rússia, depois dos Estados Unidos, está em 2º lugar nessa questão de armamento e exército.

O médico fez uma pergunta oportuna:

- Mas você acha o armamento mais importante que a economia?

O professor explicou:

- Em questão de economia, os Estados Unidos também estão em 1º lugar, mas seguido, quase colado pela China. Reparem como este país está caladinho no meio de toda essa guerra também. Por quê? Ora, porque os americanos também não são mais os únicos, nessa questão da economia. Então, os chineses também querem fazer parte do poder econômico mundial que os Estados Unidos vêm tendo sobre o resto do mundo, após a 2ª Guerra Mundial.

A psicanalista lamentou:

- Este que é o meu grande medo! Que essa merda de guerra - me desculpem - acabe explodindo a 3ª Guerra Mundial.

O professor concordou com a cabeça, gangorrando-a pra cima e pra baixo.

Nesta hora, falou o homem das letras:

- Gente, o que eu gostaria mesmo é que o crescimento bélico ou econômico do planeta pudesse promover, unicamente, a dignidade do homem e nada mais!

E você, como tem visto esta guerra sem fim da Rússia contra a Ucrânia?

UMA BOA LEITURA!


COMPRE A GAZETA NAS BANCAS: * PADARIAS: BARIRI, CAFÉ COM LEITE (São Luiz) e FRANÇA (rua Direita); * BANCAS: MARIA JOSÉ (em frente à EE Governador Valadares) e FRANCISCO (ao lado do Santander); * STOP SHOP, etc..

Mais da Gazeta