Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação: Francisco Gabriel
Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade, desde 84
ANO 40
Nº 2020
16/05/2024


GENTE PENSANTE
Bié Barbosa

Bié Barbosa

GENTE PENSANTE BIÉ BARBOSA, jornalista e publicitário (UFMG), nascido em Pará de Minas em 22/11/53, é casado com Maíza Lage com quem tem 4 filhos. SEU LEMA: “O SENHOR É MEU PASTOR, NADA ME FALTARÁ”!


VOCÊ ENCONTRA A GAZETA NAS SEGUINTES PADARIAS: BARIRI (São José), CAFÉ COM LEITE (São Luiz) e FRANÇA (rua Direita); * MERCEARIA DONA BENTA (São José) * NAS BANCAS: FELIPE (em frente à EE Governador Valadares); FRANCISCO (em frente ao Santander); LEONARDO (praça das “bolas”) * E POSTO STOP SHOP (avenida Ovídio de Abreu).

Veja também a crônica deste mesmo colunista da edição 2017:

QUANDO O CORPO NÃO AGUENTA TANTO SOFRIMENTO EMOCIONAL

Quando a empresária ficou sabendo da suposta separação de uma grande amiga de seu marido, também empresário, ela não quis acreditar no que ouviu. Ficou sem chão, pensando como aquilo poderia ter acontecido. Afinal de contas, era um casamento de décadas, harmonioso, feliz, de uma família exemplo para muitos outros casais. Chegou a pegar o celular e ligar para a sua grande amiga. Porém, bateu, bateu, até desligar. Pensou: ela não está dando conta... Não ligou mais e os dias passaram. Duas ou três semanas depois, recebeu a visita da amiga em sua empresa. Ponderada, não tocou no delicado assunto, até que a visitante perguntou:

- Você ficou sabendo, não é?

A empresária, respondeu com outra pergunta:

- Então é verdade?

- Sim, a mais pura e triste verdade (choro).

A empresária continuou:

- Eu liguei pra você, tão logo me contaram, mas você não atendeu.

- Não atendi ninguém naqueles dias. Foi como um buraco gigante que se abriu sobre os meus pés. Eu nunca esperava por aquilo. Até hoje penso que estou vivendo um grande pesadelo! Meu mundo caiu... (choro). 

Foram mais de duas horas de conversa, quando quase que apenas a vítima da traição do marido falava. Como não poderia deixar de ser, naquelas horas, a empresária teve de congelar tudo de sua agitada agenda, para ouvir a dor de sua grande amiga. Depois de tudo ouvir, comentou:

- Amiga, é muito triste tudo isso que você está vivendo, mas você sempre foi uma mulher de muita fé e garra e vai tirar isso de letra, você vai ver...

- Eu sei que tudo passa, mas não está fácil não...

A empresária disse mais:

- Você sabe que Deus tem um propósito para cada um de nós, não é? Daqui um tempo, com certeza, você entenderá que tudo isso aconteceu para o seu próprio bem...

À noite, em casa, na hora de dormir, aquela empresária comentou com o seu marido médico sobre a visita da amiga em seu trabalho. Finalizou assim:

- Uma coisa que me chamou muita atenção na fala dela é que ela usava dois sujeitos em suas falas. Tinha hora que ela dizia EU e, em outros momentos usava o apelido dela, como se ela fosse duas pessoas. Dizia, tipo assim: a FULANA (apelido) não aceita isso, de jeito nenhum!

O marido médico sentenciou:

- A realidade dela está tão dolorida que ela está partindo para uma perigosa dupla personalidade. Tudo isso é muito ruim, podendo gerar uma forte depressão ou até um câncer...

E você, acredita em doenças psicossomáticas, aquelas causadas por um sofrimento emocional muito intenso?

UMA BOA LEITURA!


O editor GP escreve mais uma crônica: QUANDO A MORTE É ANUNCIADA POR ANTECIPAÇÃO


Mais da Gazeta

Colunistas