Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1917
Pará de Minas 13/05/2022


exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

“FIQUEI LIGADA A UM MONTE DE APARELHOS, MAS NÃO TINHA MAIS O CÂNCER NO MEU CORPO”

exclusivo

O mais tradicional evento cultural da cidade debateu sobre a VIDA PÓS-PANDEMIA

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

LEVINO DA COSTA DE JESUS, 115
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Por ser sério, o GP Jornal é muito respeitado na cidade!”
JOSÉ IRINEU SILVA, empresário.

Eventos GP

264ª Mostra GP: desenhos

Convidado para expor seus belos desenhos na 264ª Mostra GP, relativa aos meses de novembro e dezembro, o estudante João Vítor Maia, 21, conversou com a reportagem GP sobre os seus trabalhos, que já estão expostos e abertos à visitação, na sede do GP Jornal, na rua Alferes Esteves, 54, Centro. Veja.

“Eu tento desenhar um pouco de tudo, mas não sei se eles ficam realmente bons, porque eu ainda erro bastante. Gosto muito de desenhar coisas surrealistas, mas como se fossem tatuagens. Alguns eu acho mais fáceis, outros mais complicados. Tudo começou quando eu ainda era criança e comecei a fazer uns rabiscos, desenhando animais, carros, etc. Meus pais me incentivavam e eu continuei. Eu não comercializo os meus desenhos, porque faço mais como uma forma de distração. Não tenho pretensão de trabalhar com isso futuramente, mesmo as pessoas gostando. Tem gente que sempre me elogia, dizendo que acha interessantes os meus desenhos. Eu fiz desenhos, durante um tempo, mas acabei parando. O que eu aprendi foi a partir de alguns vídeos, por meio de ensinamentos de outras pessoas. Sai que ainda tenho muito que aprender, mas tento me aprimorar cada vez mais,” conta João Vitor.

Mais da Gazeta