Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1917
Pará de Minas 13/05/2022


exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

“FIQUEI LIGADA A UM MONTE DE APARELHOS, MAS NÃO TINHA MAIS O CÂNCER NO MEU CORPO”

exclusivo

O mais tradicional evento cultural da cidade debateu sobre a VIDA PÓS-PANDEMIA

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

LEVINO DA COSTA DE JESUS, 115
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Por ser sério, o GP Jornal é muito respeitado na cidade!”
JOSÉ IRINEU SILVA, empresário.

Eventos GP

Jornal discute o meio ambiente

À convite, o GP Jornal realizou no último dia 23, quinta-feira, em horário extraordinário (das 10 às 11H) o 230° Grande Papo, na EM Conceição Maria Moreira, em Limas do Pará, sobre o meio ambiente, antecipando a semana comemorativa, que acontecerá de  5 a 12 de junho. Os debatedores convidados pela produção desse tradicional evento cultural foram o advogado Vítor Almeida e a educadora ambiental Sônia Naime. A abertura musical ficou por conta da querida dupla Edmar & Josimar, que levantou a plateia e teve de voltar com um bis, no fim desse tradicional evento cultural da GAZETA. Como sempre acontece, após o evento, foi realizado o Ganha Prêmio, com os brindes enviados pela COGRAN, PLENA ALIMENTOS e a própria GAZETA. Após o elogiado evento, a reportagem GP conversou com os debatedores e cantores. Veja. 

EDMAR - “Achei o Grande Papo muito legal, muita experiência nova para a gente que nunca tinha participado de um debate assim, com os alunos fazendo perguntas, o pessoal respondendo. Gostei muito, porque o tema bateu com a minha própria vida, pois onde eu moro, em São José da Varginha/MG, a gente mexe com tomates e eu mesmo vou, todos os dias, fazer a plantação, das 7H às 16H, onde há agrotóxicos e a gente nem sabe o risco que a nossa saúde está correndo. Temos, então, de parar de usar agrotóxicos para não poluir. Nós não seremos mais prejudicados, mas nossos filhos e netos serão muito prejudicados, se continuar do jeito que o meio ambiente está... Precisamos nos conscientizar e melhorar isso, a cada dia que passa!”

JOSIMAR – “Eu e meu irmão cantamos desde novos. Quando eu era mais novo tentei ser jogador de futebol, em São Paulo, mas eu não sofri uma lesão nas costas e voltei. Aí, me uni ao Edmar estamos na música, até hoje, com três cds gravados, cinco clipes e o pessoal pode nos acompanhar nas redes sociais e no youtube. Devagarzinho, vamos conquistando o nosso espaço, que não é fácil no meio sertanejo, mas nunca deixei de trabalhar, para conquistar esse espaço, com humildade, em primeiro lugar. Isso que é importante! Sobre o Grande Papo, foi uma coisa nova e muito importante falar do meio ambiente para os alunos, educando eles, que estão começando agora e são o futuro da nação. Eles precisam saber o que tem de ser feito. Estou muito feliz e contente de ter sido convidado.”

VÍTOR ALMEIDA - “O Grande Papo é um sucesso e eu tive a felicidade de participar pela segunda vez. Tudo que vem da GAZETA vem para somar, acrescentar e é muito bom a gente poder participar desse tipo de evento. Tivemos aqui alunos da faixa etária entre sete a quinze anos e isso é ótimo, porque o caminho é a educação. Como sou um advogado especializado em direito ambiental, é bom passar para o pessoal uma noção da lei, porque falta muito conhecimento sobre o meio ambiente, que é extremamente importante. Temos que nos conscientizar para levarmos as coisas de forma melhor!”

SÔNIA NAIME - “Achei fantástica essa edição do Grande Papo, pois o tema foi muito propício e oportuno, com uma participação grande de todos, que enviaram perguntas muito inteligentes. Achei também excelente a GAZETA ter levado esse Grande Papo para uma escola municipal de distrito. Pará de Minas tem vinte e três povoados e é preciso conversar, mais de perto com todos eles e mostrar o que há de bom para se conhecer. Afinal, os temas que o GP Jornal levanta no Grande Papo são muito pertinentes e somam demais com as realidades desses lugares. E na escola de Limas do Pará, a gente percebeu o compromisso deles em construir uma realidade nova para o meio ambiente. Aquilo tudo foi muito profundo e me sensibilizou muito! Eu fiquei muito feliz, animada e confiante com as perguntas. Eles mostraram que haverá mudanças e isso é urgentíssimo, porque o meio ambiente não está sendo preservado. A gente não tem programas de arborização, nem no setor urbano, nem no rural. Sabemos das perdas arbóreas, que são expressivas, mas estão desmatando por qualquer coisa, sem controle e nós nem, sequer, conhecemos as espécies pertinentes da nossa região. E é preciso ter esse conhecimento, não cortar tanto, nem tão mal, porque isso desequilibra o ecossistema e o prejuízo é muito grande não só no clima, como na reposição de água. Por falar nisso, o meio ambiente está comprometido demais com esses desastres ecológicos...”




Mais da Gazeta