Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1918
Pará de Minas 20/05/2022


exclusivo

GANHO PESSOAL

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

CANTORA LOCAL VAI DIRETO PARA A FINAL DO CANTA COMIGO

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

QUEM FOI

NELSON ALVES MARZAGÃO?
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Todo esforço merece reconhecimento e o GP Jornal sabe valorizar cada um de nós, como ninguém!”
VITOR DOS SANTOS SILVA, estudante de educação física.

Notícias Deputados

POLÍTICAS PARA A 1ª INFÂNCIA

O deputado federal Eduardo Barbosa participou da audiência pública da Comissão Externa que acompanha Políticas Públicas do Governo Federal voltadas para a 1ª Infância. A reunião debateu sobre os trabalhos a serem desenvolvidos no 1º semestre e ouviu especialistas, professores, juízes e gestores de várias áreas. De acordo com o deputado patafufo, como não existe uma comissão permanente que trata da 1ª Infância, a Comissão Externa abre espaço para um processo de acompanhamento dessa área. O colegiado, que é coordenado pela deputada Paula Belmonte (Cidadania-DF), foi criado em outubro do ano passado. A 1ª infância foi considerada pelo governo federal como prioridade absoluta do país nos próximos 4 anos. A lei 13.960/19 instituiu os anos de 2020 e 2021 como o Biênio da 1ª Infância do Brasil, com o objetivo de alertar sobre a importância do desenvolvimento infantil nos 1ºs anos de vida. A reportagem GP conversou com o atuante deputado. Veja. 

“É importante estabelecer uma agenda com a participação das Organizações da Sociedade Civil para ajudar a comissão a identificar aquilo que deve ser priorizado, em relação à agenda de trabalho”, afirma Eduardo Barbosa.

Mais da Gazeta