Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1918
Pará de Minas 20/05/2022


exclusivo

GANHO PESSOAL

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

CANTORA LOCAL VAI DIRETO PARA A FINAL DO CANTA COMIGO

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

QUEM FOI

NELSON ALVES MARZAGÃO?
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Todo esforço merece reconhecimento e o GP Jornal sabe valorizar cada um de nós, como ninguém!”
VITOR DOS SANTOS SILVA, estudante de educação física.

Notícias Coronavírus

COMÉRCIO PODE VOLTAR A FECHAR?

No dia 22 de abril, 4ª feira, após definição do Comitê Municipal de Enfrentamento à covid-19, o comércio de Pará de Minas voltou a funcionar. Acontece que, caso os números de coronavírus na cidade aumentem desenfreadamente, o comércio poderá novamente ter que abaixar suas portas. A reportagem GP conversou com o secretário de saúde, Wagner Magesty. Veja.

“A gente não quer que isso aconteça. Eu acho que quem dita a regra do comportamento do vírus é o próprio comportamento da sociedade. Então pedimos encarecidamente que a população, para ter esse benefício de sair do isolamento, tomem cuidado para que não cheguemos numa situação igual está acontecendo com Manaus, que está fazendo vala para fazer enterro de óbitos por covid-19. Por isso fazemos monitoramento diariamente, para que não cheguemos numa situação grave. O comércio está muito consciente em relação a isso, acho que é um avanço o que tivemos no decreto 11.084 e que ele seja seguido para que a população possa usufruir disso e outras atividades possam também voltar ao normal,” ressalta Wagner.

FISCALIZAÇÃO E MULTAS - A reportagem GP conversou também com o prefeito Elias Diniz. Veja.

“Estamos fazendo uma análise geral do comércio. Sabemos que as casas lotéricas e alguns bancos ainda precisam de uma nova postura, mas já pedimos que fossem contatadas para fazermos esse alinhamento. Quanto aos estabelecimentos comerciais, agradeço à Ascipam e CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas, pois a postura dos empresários, até o presente momento, estão em conformidade com o que acordamos. Estamos vivendo um momento que existe uma responsabilidade e se desobedecido o que foi imposto, vamos notificar e se a pessoa desobedecer será multada,” conta o prefeito.

Mais da Gazeta