Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1919
Pará de Minas 27/05/2022


exclusivo

UNIVERSO FAPAM

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

INFLUENCIADOR DIGITAL VAI MUITO ALÉM DO SEU BORDÃO SEXTOOOU BB

exclusivo

GANHO PESSOAL

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

MARIA DE JESUS CORNÉLIO, 85

exclusivo

enquete gp

TATUAGENS: A FAVOR OU CONTRA?
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“A GAZETA é tradicional em informar sempre com qualidade.”
LÍVIA VIEIRA GUIMARÃES ALMEIDA, bancária.

Notícias Variadas

PERCENTUAL ACIMA DA MAIORIA DAS CIDADES BRASILEIRAS

Com o objetivo de alcançar a universalização do sistema de esgotamento sanitário no município e, assim, levar mais qualidade de vida para os pará-minenses, a concessionária Águas de Pará de Minas concluiu, no fim desse 1° semestre, a implantação de quatro ETEs - Estações de Tratamento de Esgoto em distritos da cidade. Uma no distrito de Carioca, outra em Tavares e duas em Torneiros. A ETE é a unidade operacional do sistema de saneamento básico responsável por receber o esgoto doméstico dos imóveis e devolvê-lo tratado para o corpo hídrico, garantindo, dessa forma, a preservação e a qualidade do meio ambiente. O esgoto coletado nessas 4 estações passa pelo pré-tratamento - etapa do gradeamento, onde são retirados os sólidos maiores e, depois, pela caixa de areia, estrutura que retém areia e resíduos menores. Em seguida, o efluente segue para uma EEE - Estação Elevatória de Esgoto, responsável por encaminhá-lo para os RAFAs - Reatores Anaeróbios de Fluxos Ascendentes e filtros anaeróbios, ocorrendo a degradação da matéria orgânica, por meio de bactérias anaeróbias. Todo esse processo garante o tratamento total do esgoto coletado. Além das ETEs, a concessionária também instalou um total de 2KM de extensão de rede de esgoto nesses 4 distritos. Graças às ações e investimentos feitos pela concessionária, Pará de Minas tem hoje o índice de cobertura de 99% de coleta e tratamento de esgoto, número muito acima da realidade da maioria dos municípios brasileiros, e espera universalizar os serviços, nos próximos anos. A reportagem GP conversou com o supervisor de engenharia da concessionária, Fernando Marinho. Veja.

“Foram dias de muito trabalho para toda nossa equipe e o resultado foi muito positivo. A conclusão dessas obras reforça o nosso compromisso para com toda a população. Esse serviço é essencial para garantir mais saúde para os moradores e também contribui muito para preservação do meio ambiente. Nossa cidade é, sem dúvida, destaque e isso é muito gratificante. Nossos investimentos continuam e a nossa missão é contribuir, ao máximo, para universalizar o saneamento em nosso país”, comemora Fernando.

Mais da Gazeta