Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1931
Pará de Minas 18/08/2022


exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

AFINAL, ONDE ESTÁ A VERDADE SOBRE O “FECHAMENTO” DA COOPARÁ?

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

WANDERCY CORREA STEIN, 85
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“A GAZETA sempre mantém a população pará-minense atualizada, com informações precisas!”
CARLOS ALBERTO DE MOURA MORATO, empresário.

Sindijori

PLANO TIDO COMO INCONSTITUCIONAL

Uma decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais considerou inconstitucionais trechos da legislação municipal que define o Plano Municipal de Educação de Juiz de Fora, aprovado pela câmara e transformado em lei em março de 2017. A decisão do TJMG se deu em resposta à ação direta de inconstitucionalidade proposta pela procuradoria-geral de justiça do Ministério Público de Minas Gerais, que apontou que as emendas em questão, as quais restringem o conceito de diversidade no Plano Municipal de Educação e extrapolam competência privativa da União. TRIBUNA DE MINAS - Juiz de Fora/MG.

Mais da Gazeta