Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1917
Pará de Minas 13/05/2022


exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

“FIQUEI LIGADA A UM MONTE DE APARELHOS, MAS NÃO TINHA MAIS O CÂNCER NO MEU CORPO”

exclusivo

O mais tradicional evento cultural da cidade debateu sobre a VIDA PÓS-PANDEMIA

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

LEVINO DA COSTA DE JESUS, 115
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Por ser sério, o GP Jornal é muito respeitado na cidade!”
JOSÉ IRINEU SILVA, empresário.

Notícias Variadas

OSB COMPLETA 1 ANO DE PRESENÇA FÍSICA NAS REUNIÕES DA CÂMARA

Nem o distanciamento social, imposto pela pandemia da covid-19, nem qualquer outro problema afastaram o OSB local - Observatório Social do Brasil da câmara nos últimos 12 meses. Sim, está completando 1 ano que o OSB também passou a acompanhar presencialmente todas as reuniões plenárias realizadas no Legislativo. A iniciativa foi justificada pelo presidente Carlos Daniel de Souza, com a necessidade de o observatório monitorar de forma mais abrangente as ações praticadas pelos vereadores. Até então, a entidade comparecia periodicamente a casa e complementava as informações com vigilância permanente ao Portal da Transparência. Todas as vezes que entendia ser necessário, o OSB encaminhava ofício à câmara ou recorria a outros órgãos, a exemplo do Ministério Público. Mas foi na tramitação do projeto que tratava de uma emenda impositiva que a direção do observatório entendeu a necessidade de estar mais presente, fisicamente falando. O presidente ainda destaca outro importante papel da câmara, lembrando que tudo que diz respeito à coletividade passa por lá. Mas a presença constante do OSB ainda não é bem aceita por alguns vereadores. Carlos Daniel, assim como os demais diretores que se revezam no acompanhamento das reuniões, sente a resistência daqueles que ainda enxergam o observatório como uma entidade que veio para rivalizar com a classe política. Sua expectativa é que a consciência desses melhore, com o passar do tempo. Afinal, o OSB tem desenvolvido um trabalho muito importante em Pará de Minas, defendendo muito bem os interesses da sociedade civil organizada e continuará cada vez mais firme nesse propósito.

Mais da Gazeta