Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1923
Pará de Minas 24/06/2022


exclusivo

UNIVERSO FAPAM

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

ATÉ AQUI,FATALIDADE ASSIM SÓ ERA VISTA NO FILME PREMONIÇÃO

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

VERA LÚCIA SENA VALADARES
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“O GP Jornal é informação e entretenimento, com qualidade e confiabilidade!”
VINÍCIUS PEREIRA DOURADO, médico cardiologista

Notícias Prefeitura

1ª VERBA DA LEI ALDIR BLANC CHEGA EM PARÁ DE MINAS

Finalmente chegou em Pará de Minas a 1ª verba da Lei Aldir Blanc, no valor de R$ 660 mil, que já está depositada numa conta aberta pelo governo federal ao município. Para saber mais, a reportagem GP conversou com a assessora da secretaria de cultura, Isabel Faria. Veja.

“A partir de agora já podemos tramitar os projetos, então o pessoal que vai receber o subsídio, que são as associações, as microempresas, tudo voltadas a cultura, elas têm que se cadastrar no site da prefeitura para poder receber a verba. A partir do momento que o dinheiro já está na conta, daqui a pouco teremos que encerrar os cadastros para fazer os pagamentos, então quem não se inscreveu ainda, tem que se inscrever. O município também será responsável pelos editais de premiação para todas as áreas voltadas para a cultura, teatro, dança, música, cinema, circo, artes visuais, todos têm que se cadastrar para poder receber através das premiações dos editais. Sem o cadastro no site da prefeitura não tem como receber a verba, isso veio da lei federal,” ressalta Isabel.

O QUE SÃO ESSES SUBSÍDIOS? - “Tem os subsídios que as associações, microempresas, espaços culturais da cidade irão receber um valor de R$ 3 a 10 mil, que será determinado pela comissão de avaliação, que vai avaliar e ver o valor que cada uma vai receber. Essas associações têm que comprovar que estão aptas a receber. Essa comprovação acontece através de uma documentação que tem que estar em dia, através de comprovação de que ela realmente tem executado suas atividades desde o fim do ano passado e que foram paralisadas durante a pandemia. Essas associações terão que prestar uma contrapartida através de serviços, então elas vão receber uma verba, mas também terão que prestar um serviço gratuito e o governo sugere que seja para escolas, quando retornarem as aulas presenciais.”

E OS EDITAIS E AUXÍLIO EMERGENCIAL? - “Já os editais, o pessoal terá que se inscrever, também comprovar através de material que executa a cultura na cidade. Eles receberão uma premiação, que não tem contrapartida, só as associações que tem. Tinha também o auxílio emergencial de R$ 600 para os artistas, mas esse valor quem pagará é o governo estadual, então o município não está responsável por esse pagamento. Todos que se inscreveram para receber esse valor no município, tem que se inscrever no governo do estado.”

Mais da Gazeta