Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1930
Pará de Minas 12/08/2022


exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

MAIS UMA VEZ, SEÇÃO GRITO POPULAR MOSTRA SUA FORÇA

exclusivo

UNIVERSO FAPAM

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

OLINDA MARIA STAIN, 81
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Credibilidade e imparcialidade em jornalismo é com a GAZETA!”
GABRIEL JOSÉ BARBOSA PALOTTI, administrador e Garra Profissional 2021 no agronegócio

Sindijori

ENGENHANDO ATÉ NO SANGUE!

O Banco de Sangue do HNSC - Hospital Nossa Senhora da Conceição conta com um novo parceiro. Trata-se do Crea Jr-MG Núcleo Pará de Minas, que criou a campanha Engenhando até no Sangue!, com intuito de mobilizar e convocar candidatos para doar sangue. A doação está marcada para 29 de outubro, 5ª feira, com saída prevista para 7H, ao lado do HNSC. Para participar da campanha Engenhando até no Sangue!,basta ligar no 3233-5461, entrar em contato com o banco de sangue do HNSC pelas redes sociais, ou se cadastrar pelo formulário do Crea Jr-MG Núcleo Pará de Minas. Para a doação de sangue, não é necessário estar em jejum. O HNSC oferece transporte e lanche. A reportagem GP conversou com a coordenadora geral do Crea, Maria Shirlene. Veja.

“A ideia surgiu quando os membros souberam que o estoque de sangue do hospital estava muito baixo. Resolvemos então doar e fazer uma parceria com o Banco de Sangue para levar mais pessoas. O Crea Jr. já faz algumas ações sociais, mas essa é a 1ª vez que fazemos esse tipo de campanha, e nossa expectativa é completar todas as vagas disponíveis no dia agendado. Queremos incentivar este ato de doação, que é tão gratificante,” afirma a coordenadora.

Mais da Gazeta