Selo GP ANO 37 - Nº 1894
Pará de Minas 25/11/2021
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
Selo GP ANO 37 - Nº 1894
Pará de Minas 25/11/2021
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e imparcialidade, desde 84

PATRÍCIA MELO NA MOSTRA GP

05/11/2020 | Eventos GP

Convidada para expor suas peças de biscuit na 266ª Mostra GP, a última deste ano, relativa aos meses de novembro e dezembro, a artesã Patrícia Melo Vieira, 33, conversou com a reportagem GP sobre os seus trabalhos. Por sinal, eles já estão expostos e abertos à visitação, na sede do GP Jornal, na rua Alferes Esteves, 54, Centro. Veja.

“Esse amor pelo biscuit nasceu de uma forma inesperada. Há 6 anos, eu trabalhava no comércio, em uma loja de eletrodomésticos, quando me engravidei e tive minha 1ª filha, Alicia. Naquele momento, decidi parar de trabalhar para me dedicar a ela e foi nesse período novo que uma amiga, também artesã, me apresentou o biscuit. Ela trabalhava com patchwork e havia comprado alguns materiais para fazer biscuit, mas não se adaptou com a arte e me perguntou se eu queria ficar com esses materiais para desenvolver algum trabalho e ocupar o meu tempo. Eu não conhecia nada de biscuit, nem sabia o que era, mas aceitei os materiais. Afinal de contas, não estava me custando nada (riso). Quando cheguei em casa, fui pesquisar na internet e fiquei encantada com todas as opções que eu poderia fazer com aquela massinha de modelar. Aí, o interesse surgiu e foi só crescendo. A partir do momento em que fiz minhas 1ªs peças e as pessoas começaram a gostar e fazer encomendas, fui percebendo que tinha habilidades para o artesanato. Não fiz nenhum curso, fui aprendendo aos poucos, por meio de vídeos na internet e fui aprimorando as minhas habilidades, vendo minhas peças, por meio das minhas páginas nas redes sociais e das indicações, quando as pessoas conhecem meu trabalho e entram em contado comigo. Tem um retorno super positivo, principalmente os bonecos personalizados e as velas de aniversário, que ficam lindas no topo do bolo e chamam a atenção de todos. Não diria que é difícil fazer, mas é algo delicado e que precisa de algumas técnicas, porque tem muitos detalhes. Algumas peças são mais rápidas, como os bonecos. Outras, como lembrancinhas e enfeites  para festa são mais demorados, devido a quantidade. O que mais amo fazer são os personalizados, pois é muito gostoso receber uma foto de alguém, reproduzí-la em um boneco e a pessoa receber aquele presente e se reconhecer, por meio da minha arte. As mães ficam super felizes ao ver o bonequinho do filho com o vestido ou a roupinha que ele vai usar na festinha de 1 ano, com o cabelinho e os olhos iguais ao dele, com detalhes que combinam com a decoração da festa. É lindo e eu amo faço tudo com muito carinho,” afirma Patrícia.

* Mais detalhes no instagram@patriciamelloy_artebiscuit. 

Mais da Gazeta

Exclusivo

QUEM FOI

ANTÔNIO MARINHO DE MENDONÇA?

QUEM FOI

ADORO O GP JORNAL

“O GP JORNAL é um verdadeiro exemplo de sucesso, pois, apesar das mudanças tecnológicas, segue forte, com o seu objetivo de informar, com qualidade!”
DANILO JOSÉ TEIXEIRA LEMOS, agrônomo.
Adoro o GP Jornal