Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 37 - Nº 1900
Pará de Minas 13/01/2022


exclusivo

EDUCAÇÃO EM PAUTA

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

PATAFUFO BRILHA NA LISTA UNDER 30, DA REVISTA AMERICANA FORBES

exclusivo

VAI PARA MARAVILHAS O PRÊMIO DE R$ 50 MIL DA PROMOÇÃO COMPRA DA SORTE

exclusivo

“ETIQUETA DA GRIPE” É FUNDAMENTAL PARA EVITAR NOVOS CONTÁGIOS

exclusivo

QUEM FOI

JOÃO THEODORO ESTEVES?
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Em meio a sinos e teares, o GP Jornal segue informando, há 38 anos, com exatidão e valorizando a cultura pará-minense!”
MARCOS FRANCISCO MARQUES, professor e diretor escolar

Eventos GP

RESULTADO DO CONCURSO SELO GP ANO 37
O vencedor do concurso Selo GP Ano 37, o funcionário desta GAZETA, Diego Medina, e o selo que o consagrou, segundo leitores do jornal e a maioria dos 7 jurados da imprensa local

Em sua 34ª edição, o concurso SELO GP foi, mais uma vez, realizado por esta GAZETA e o vencedor foi DIEGO RENNAN MEDINA DUARTE SILVA, 22. A partir de agora, o selo criado por ele irá estampar, durante 12 meses: * as duas placas luminosas da fachada da sede do jornal, * o cabeçalho da 1ª página deste GP Jornal, * os selos adesivos que lacram as correspondências do jornal, e * as tradicionais camisetas, versão 2021. A reportagem GP conversou com Diego, que ficou muito alegre com a notícia, quando contou os detalhes de como o selo dele foi criado. Veja.

“Este selo foi baseado em um dos pontos turísticos mais importantes da fé de Pará de Minas: o Cristo Redentor e o Santuário de Nossa Senhora da Piedade. Apesar de algumas pessoas não explorarem os belos pontos turísticos que a cidade tem, fora os que ainda os estragam, percebo que a maioria das pessoas da cidade, incluindo os meus pais e avós maternos são bastante religiosos. Fora isso, ambos os pontos são dos mais frequentados e admirados por todos. Diante disso, me inspirei neles, quando surgiu a ideia, como forma das pessoas darem mais valor e importância aos belos monumentos que temos na cidade. Para criá-lo, escolhi duas fotos bem bonitas desses pontos e, por meio do corel draw, apliquei vazado o número 37, bem grande, dentro dele os pontos turísticos citados. Escolhi o fundo azul por causa do céu, que traz paz e também por ser uma cor singela. Pelo meu conhecimento na área de criação, pois já utilizo o corel no meu dia a dia, não achei difícil de fazer, porém foi trabalhoso, pois ouvi algumas opiniões que eu respeito. Dessas forma, ele precisou ser bastante alterado, chegar nesse resultado final. No meio de mais 3 finalistas, também criativos, fiquei muito feliz e honrado com o resultado, pois não imaginava que eu seria o vencedor. Ter o meu selo estampado no jornal, durante um ano, é muito gratificante, pois ele dará mais visibilidade ao meu trabalho. Afinal, sei da popularidade do jornal e como os leitores admiram o nosso trabalho, onde estou sempre aprendendo e descobrindo coisas novas,” comemora Diego.

* Ao votar, os jurados não sabiam quem eram os criadores dos 4 selos finalistas.

Mais da Gazeta