Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1931
Pará de Minas 18/08/2022


exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

AFINAL, ONDE ESTÁ A VERDADE SOBRE O “FECHAMENTO” DA COOPARÁ?

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

WANDERCY CORREA STEIN, 85
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“A GAZETA sempre mantém a população pará-minense atualizada, com informações precisas!”
CARLOS ALBERTO DE MOURA MORATO, empresário.

Notícias Prefeitura

FISCALIZAÇÃO RÍGIDA NESTE FIM DE ANO

O secretário de saúde, Wagner Magesty, se reuniu com proprietários de bares para apresentar a eles a real situação do município em relação á pandemia de covid-19 e reforçar as orientações, para que as regras do decreto sejam cumpridas devidamente. Ele falou sobre as aglomerações que têm acontecido nos bares da cidade, na praça de alimentação e nos bares do shopping Fabrika Mall, e afirma que a fiscalização continuará punindo aqueles que desobedecerem as regras do decreto. Para saber como funciona a fiscalização e como denunciar, a reportagem GP conversou com Érica Rezende, gerente da Vigilância Sanitária. Veja.

“As fiscalizações acontecem de maneira conjunta, junto com os fiscais da Vigilância Sanitária, de tributos, obras e postura, trânsito, e também temos o apoio da PM e Corpo de Bombeiros. É importante ressaltar que quando as pessoas observarem irregularidades, que elas liguem no 0800 940 9402, ou na ouvidoria, pelo 3233-5655, e ainda temos o site da prefeitura, onde as pessoas podem formalizar as denúncias, que serão repassadas para os órgãos fiscalizadores. As penalidades são as previstas no decreto, no qual estabelece a adoção de medidas administrativas e judiciais, cabíveis a garantir o cumprimento das determinações. Dentro das aplicações das penalidades, temos a multa, e pedimos que os estabelecimentos tenham esse cuidado e que a população fique atenta na questão dessas medidas sanitárias. Se houver descumprimento do decreto, o alvará do estabelecimento poderá ser cassado, então cumpram as normas, para que não tenhamos nenhuma complicação, nem que chegue a esse ponto,” alerta Érica.

Mais da Gazeta