Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1917
Pará de Minas 13/05/2022


exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

“FIQUEI LIGADA A UM MONTE DE APARELHOS, MAS NÃO TINHA MAIS O CÂNCER NO MEU CORPO”

exclusivo

O mais tradicional evento cultural da cidade debateu sobre a VIDA PÓS-PANDEMIA

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

LEVINO DA COSTA DE JESUS, 115
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Por ser sério, o GP Jornal é muito respeitado na cidade!”
JOSÉ IRINEU SILVA, empresário.

Notícias Prefeitura

NOVA OBRA DA PREFEITURA VAI CALAR A OPOSIÇÃO

Depois de tantos anos de espera, Pará de Minas terá o seu novo cemitério, localizado na rua João Pinheiro, no mesmo bairro, onde está o atual, o Nossa Senhora de Fátima. Para saber mais, a reportagem GP conversou com o prefeito Elias Diniz. Veja.

“No 1° momento, a secretaria de obras já está dando o andamento para abertura da rua, que dará continuidade e interligação entre bairros, o que facilitará muito essa mobilidade. Além disso, teremos todo acesso direcionado ao cemitério. Com isso, faremos com que esse cemitério venha desafogar o Cemitério Santo Antônio, que já está com taxa de ocupação de quase 100%. O objetivo maior é dar essa tranquilidade. O modelo desse novo cemitério será totalmente diferente, levando-se em conta a questão ambiental, o velório, espaço para receber as pessoas e uma capela. Faremos esta construção o quanto antes. No Cemitério Santo Antônio já estamos utilizando até as vias e não precisará mais,” afirma Elias.

QUANTO TEMPO? - “Isso dependerá muito do ritmo da construtora, por isso não vamos definir data ainda, mas vamos cobrar um cronograma e esperamos ele que seja concluído o mais rápido possível. Creio que em 6 meses, se não houver nenhum contratempo, já faremos a sua inauguração. O cemitério será dividido em fases: * a 1ª é atender a necessidade de urgência. Como temos uma superlotação, prepararemos os túmulos e, se necessário for, utilizaremos o velório antigo, trazendo os corpos para serem sepultados no novo cemitério, até concluirmos o novo velório. O importante é que a população será servida com mais um cemitério.”

SERÁ SUFICIENTE? - “Esse cemitério atenderá toda a demanda da cidade, por mais 40 anos. Na nossa 1ª fase serão feitas 2.000 sepulturas, mas ele terá uma totalidade de quase 16.000 sepulturas. Isso depende muito do ritmo da construtora, por isso não vamos definir data, vamos cobrar um cronograma e esperamos que seja concluído o mais rápido possível. Todos poderão notar a sua estrutura totalmente diferente, que, no futuro, se transformará em um verdadeiro cemitério parque. Os túmulos terão apenas placas, sem aquelas estruturas arquitetônicas sobre cada túmulo, como no modelo do Santo Antônio, por ser coisa do passado. Existirá também uma série de controles, até mesmo de endemias. Este novo modelo evita até os escorpiões, por meio de predadores naturais, o que é uma grande vantagem para todo o processo.”

Mais da Gazeta