Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1917
Pará de Minas 13/05/2022


exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

“FIQUEI LIGADA A UM MONTE DE APARELHOS, MAS NÃO TINHA MAIS O CÂNCER NO MEU CORPO”

exclusivo

O mais tradicional evento cultural da cidade debateu sobre a VIDA PÓS-PANDEMIA

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

LEVINO DA COSTA DE JESUS, 115
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Por ser sério, o GP Jornal é muito respeitado na cidade!”
JOSÉ IRINEU SILVA, empresário.

Notícias Coronavírus

PREFEITURA DEVE ADQUIRIR VACINAS DA ASTRAZENECA


O prefeito Elias Diniz assinou no dia 3 de março, manifestação de interesse de adesão ao consórcio público organizado pela FNP - Frente Nacional de Prefeitos para a compra de imunizantes contra a covid-19. Antes, no dia 1º, ele já havia participado de uma reunião virtual com o presidente da FNP e gestores municipais de todo o país, para tratar da constituição do grupo, para a aquisição das vacinas, caso o Plano Nacional de Imunização não consiga atender integralmente a demanda dos municípios. Pelo consórcio, também poderão ser comprados equipamentos, medicamentos e outros insumos para o enfrentamento da pandemia. Até agora, cerca de 460 municípios brasileiros já manifestaram interesse em aderir ao consórcio público. A reportagem GP conversou com o prefeito Elias Diniz. Veja.

“Sabemos do anseio de todos pela vacinação, diante da evolução da contaminação pela covid no Brasil. O nosso objetivo maior é garantir a imunização. A gente sabe dos empecilhos e das dificuldades encontradas pelo governo federal. Diante disso, estamos tomando providências que envolveram a FNP. Queremos imunizar aqueles grupos que não estão no radar do governo. O consórcio estará atento aos novos imunizantes, protegendo a população e evitando assim o colapso das estruturas hospitalares,” conta o prefeito.

E A VACINA DA ASTRAZENECA? - “Conseguimos um contato onde estamos trabalhando tratativas que vão possibilitar o município a entrar no radar, diretamente a AstraZeneca para a aquisição das vacinas. Temos que imunizar nossa população em caráter de urgência e estou fazendo o que for possível, levando em consideração o consórcio público organizado pela FNP, o consórcio nosso da regional e, ao mesmo tempo, estou mandando para a câmara a solicitação de crédito especial, pois deixaremos um dinheiro já em conta, disponível, e conforme o contato que fizemos com a AstraZeneca, e conforme o consórcio que existe e as tratativas que forem executadas dando autorização para o Estado, o município e até mesmo algumas empresas particulares poderão adquirir essa vacina. Nós também saímos na frente. Essa documentação possibilita fecharmos esse contrato e comprar essa vacina para imunizar a população. Se não tiver nenhum contratempo poderemos receber essa vacina entre 10 e 30 dias.”

QUEM SERÁ IMUNIZADO? - “É óbvio que não vamos comprar para todos, pois o custo final chegaria a aproximadamente 10 milhões, mas vamos imunizar a população, considerando duas dozes. O valor dessa vacina é 7,90 dólares, convertendo dá aproximadamente R$ 45,00, sem considerar a seringa, que já temos um estoque, que é o suficiente para vacinar. Depois faremos um mapa dando prioridades, para vacinar todos aqueles que estão em situação vulnerável, possibilitando assim a inserção novamente de pessoas idosas, dando continuidade ao cronograma e trabalhando outras particularidades, envolvendo todos os professores, pois temos que voltar as nossas atividades educacionais. Os profissionais envolvendo motoristas de ônibus, caixas de supermercados, todos esses nós criaremos um processo de prioridades, para manter, não só simplesmente imunizados, mas manter nossa economia desenvolvendo. A expectativa nesse 1° momento é de 17 a 18 mil doses, levando em consideração para um 2° momento, pois a AstraZeneca você tem um período maior. Enquanto a Coronavac tem 21 dias da 1ª para a 2ª dose, a AstraZeneca tem 90 dias, o que nos dá um folego, até mesmo para verificar qual será a curva de vacinação.”


Mais da Gazeta