Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1931
Pará de Minas 18/08/2022


exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

AFINAL, ONDE ESTÁ A VERDADE SOBRE O “FECHAMENTO” DA COOPARÁ?

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

WANDERCY CORREA STEIN, 85
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“A GAZETA sempre mantém a população pará-minense atualizada, com informações precisas!”
CARLOS ALBERTO DE MOURA MORATO, empresário.

Notícias Deputados

EMENDA AUMENTA O VALOR DO AUXÍLIO EMERGENCIAL 2021 PARA R$ 600,00


O deputado federal Eduardo Barbosa apresentou emenda à Medida Provisória nº 1039/2021, aumentando o valor do Auxílio Emergencial 2021 sugerido pelo Governo Federal de R$ 250,00 para R$ 600,00. Eduardo Barbosa é autor do Projeto de Lei 9236/2017, que deu origem à lei que previu o pagamento do auxílio emergencial. A MP 1039/2021 institui o Auxílio Emergencial 2021 para o enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus. A emenda de Eduardo Barbosa ainda garante o pagamento do auxílio em dobro para a mulher provedora de família monoparental, como também garante o pagamento integral para a família unipessoal; e oferece um processo de saída gradual, por 9 meses a contar do pagamento da última parcela de R$ 600,00, com redução de 10 pontos percentuais a cada prestação mensal do auxílio emergencial, para que os beneficiários tenham, de fato, condições de reestruturar a sua vida econômica e financeira, sem cair no abismo da desproteção com o encerramento do auxílio ora instituído. A MP deve ser analisada pelos plenários da Câmara dos Deputados e do Senado, conforme rito sumário adotado em razão da pandemia de coronavírus.


Mais da Gazeta