Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1918
Pará de Minas 20/05/2022


exclusivo

GANHO PESSOAL

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

CANTORA LOCAL VAI DIRETO PARA A FINAL DO CANTA COMIGO

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

QUEM FOI

NELSON ALVES MARZAGÃO?
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Todo esforço merece reconhecimento e o GP Jornal sabe valorizar cada um de nós, como ninguém!”
VITOR DOS SANTOS SILVA, estudante de educação física.

Notícias Câmara

MAIORIA EXTINGUE A VERBA INDENIZATÓRIA

Minoria fala em reduzir vereadores de 17 para 11 e o salário deles para o mínimo


No dia 12 de abril, 2ª feira, durante reunião ordinária da câmara (online), o Projeto de Resolução 01/2021, de autoria da vereadora Márcia Marzagão, que dispõe sobre a extinção da indenização aos vereadores pelas despesas inerentes ao exercício de mandato parlamentar e sobre o fornecimento de combustíveis foi aprovado, em 2ª votação, por 11 a 5. A extinção da Verba Indenizatória que os 17 vereadores, até então, tinham direito de usar mensalmente, no valor de R$ 1.041,00, gerou polêmica entre os parlamentares, após a votação. A matéria teve assinatura de outros 6 vereadores, como coautores: Clebinho do Laja Jato, Juninho JR, Ronnie Barbosa, Luiz Lima, Irene Melo Franco  e Leo do Depósito. A maioria dos 11 que votaram a favor do projeto alegou que muitos trabalhadores não contam com tal benefício.

A REAÇÃO - Já a maioria dos 5 que votou contra o projeto - Dilhermando Rodrigues, Marcílio de Souza, Márcio Lara, Nilton Reis e Ricardo Rocha - alegou que a verba era importante para realização de serviços em prol da população pará-minense. Marcílio chegou a informar que se era para economizar dinheiro público, ele faria um projeto para redução de cadeiras na câmara, de 17 para 11 vereadores. O vereador Márcio Lara também citou que pretende criar um projeto para redução de salários dos vereadores para um valor aproximado ao salário mínimo. 


Mais da Gazeta