Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 37 - Nº 1900
Pará de Minas 13/01/2022


exclusivo

EDUCAÇÃO EM PAUTA

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

PATAFUFO BRILHA NA LISTA UNDER 30, DA REVISTA AMERICANA FORBES

exclusivo

VAI PARA MARAVILHAS O PRÊMIO DE R$ 50 MIL DA PROMOÇÃO COMPRA DA SORTE

exclusivo

“ETIQUETA DA GRIPE” É FUNDAMENTAL PARA EVITAR NOVOS CONTÁGIOS

exclusivo

QUEM FOI

JOÃO THEODORO ESTEVES?
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Em meio a sinos e teares, o GP Jornal segue informando, há 38 anos, com exatidão e valorizando a cultura pará-minense!”
MARCOS FRANCISCO MARQUES, professor e diretor escolar

Gozacao Pura

GOZAÇÃO PURA:

SÓ FALTAVA ESTA: FESTAS COM MAIS DE 200 LOUCOS, ONDE A PM NÃO ENTRA 



Euzinha não me assusto mais com esta terrinha onde, a cada dia que passa, há mais e mais pessoas internadas, esperando vagas no hospital local ou de fora ou entubadas e o pior de tudo: morrendo, aos montes. O prefeito já está até rouco de tanto falar sobre a importância de se ficar em casa, de não aglomerar, de não fazer festas, para, juntos, combatermos esse maldito vírus, que continua desafiando o mundo. Apesar disso, jovens conhecidos desta terrinha, criaram um grupo de 240 pessoas - isso mesmo - para realizar uma festança em um sitio, em Córdoba - ops - Córrego do Barro, onde cada um daria 20 reais, para pagar o aluguel do lugar. Os comes e bebes ficariam por conta de cada um. Você acredita, Creuza? Ainda bem que alguém lúcido denunciou tudo aos meus amigos da polícia militar. Onde já se viu? Depois, essa mesma pessoa espalhou, rapidinho, que os PMs já tinham ficado sabendo e iriam chegar lá, de supetão, levando todo mundo pro xilindró. Sabe o que o administrador do grupo fez, ao saber da booomba? Apagou o grupo, para despistar a PM, e começou a enviar mensagem para os 239 babacas, no particular, informando que a festa iria acontecer e que era pra ninguém comentar com ninguém, nas redes sociais. Pouca vergooonha! Aí a indecente festa rolou, com centenas de jovens aglomerados, bebendo horrores e chapando os cabeções nas drogas. Fiquei sabendo que até gente armada tinha lá... Pior que isso: esse grupo de ordinários, que já tinha realizado outras festas em sítios, promete que farão outras, na surdina. Ah, se a PM descobre...

A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR - Você me promete que, se ficar sabendo da próxima festa deles, vai bater um gancho para a PM (190) e denunciar, sem dó, nem piedade, esses irresponsáveis, em nome das mais de 152 mortes locais, por covid-19?

ATÉ BREVE! E DE LEVE...

(*) Colaborador que só escreve fake news (notícias falsas).


Mais da Gazeta