Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 37 - Nº 1900
Pará de Minas 13/01/2022


exclusivo

EDUCAÇÃO EM PAUTA

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

PATAFUFO BRILHA NA LISTA UNDER 30, DA REVISTA AMERICANA FORBES

exclusivo

VAI PARA MARAVILHAS O PRÊMIO DE R$ 50 MIL DA PROMOÇÃO COMPRA DA SORTE

exclusivo

“ETIQUETA DA GRIPE” É FUNDAMENTAL PARA EVITAR NOVOS CONTÁGIOS

exclusivo

QUEM FOI

JOÃO THEODORO ESTEVES?
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Em meio a sinos e teares, o GP Jornal segue informando, há 38 anos, com exatidão e valorizando a cultura pará-minense!”
MARCOS FRANCISCO MARQUES, professor e diretor escolar

Eventos GP

269ª MOSTRA GP: PINTURAS 

Esta coluna cultural conversou, desta vez, com a artesã Fabiana Lúcia de Castro Amorim, 54, convidada para expor suas PINTURAS na 269ª MOSTRA GP, nos meses de maio e junho, na sede da GAZETA, que fica na rua Alferes Esteves, 54, Centro. Veja.

“* Comecei a fazer arte aos 10 anos de idade, com minha mãe. Me apaixonei e nunca mas parei. * Trabalhei em outros segmentos, mas a arte estava guardada dentro de mim, não conseguia perde o foco em pintura em tecido. * Aos 18 anos tive meu 1° filho e ali veio a opção de trabalhar em casa e cuidar dele, então resolvi me dedicar literalmente a pintura, e fiz da arte minha fonte de renda. * Dali pra frente fui buscando conhecimento, participei de algumas feira de cultura em Contagem/MG, foi quando me chamaram para ministrar cursos em algumas escolas, como Educarte, Casa de Apoio do Colégio Batista, pela Visão Mundial e outros. Realizando sonhos meus e de alunos, fazendo exposição na Puc Minas - Pontíficia Universidade Católica, dos nossos trabalhos. * Hoje vivo para minha arte e respiro ela, não sei como viver sem fazer arte, é um pedaço de mim. * Tenho um atelier: Atelierfabiarte, na rua Sacramento, 49, Centro, e ali passo o meu dia me dedicando aquilo que mais gosto de fazer. * Hoje tenho um portifólio misto. * Ainda tem muita coisa pra acontecer, amo desafios. * Um artista precisa de 3 ingredientes: amar o que faz, ter resiliência e ter constância. Se você tiver estes 3 ingredientes, o sucesso uma hora chega,” conta Fabiana.

* Instagram: @atelierfabiarte


Mais da Gazeta