Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1931
Pará de Minas 18/08/2022


exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

AFINAL, ONDE ESTÁ A VERDADE SOBRE O “FECHAMENTO” DA COOPARÁ?

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

WANDERCY CORREA STEIN, 85
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“A GAZETA sempre mantém a população pará-minense atualizada, com informações precisas!”
CARLOS ALBERTO DE MOURA MORATO, empresário.

Giro Policial

DERRUBA EX-MULHER E AINDA DÁ RÉ SOBRE ELA 


Uma mulher, 45, foi atropelada pelo ex-marido, 53, após desentendimentos, na rua Itinga, Providência. A vítima contou à PM que estava discutindo com o ex que estava na direção de um carro, sendo que ela estava do lado de fora, ao lado da porta do motorista. Eles discutiam sobre a venda do veículo, que ainda têm em comum, e sobre a pensão alimentícia que o marido não pagou, momento em que ele ficou exaltado, dizendo que queria vê-la morta. Em seguida, o autor fez uma manobra brusca com o veículo, de forma que ela caiu no chão. Como se não bastasse, ele efetuou uma manobra de marcha ré, atingindo-a. Em seguida, fugiu do local. A vítima foi socorrida à Upa 24H, apresentando escoriações no joelho e tornozelo, sendo transferida para o HNSC - Hospital Nossa Senhora da Conceição, com suspeita de fratura no calcanhar. O autor procurou os policiais, na condução do mesmo veículo, na companhia de seu advogado, ocasião em que relatou a sua versão sobre os fatos. Ele alegou que a sua ex-esposa conversava com ele, ao lado da porta do motorista e ficou exaltada, momento em que o irmão dela a puxou, para afastá-la do local, mas a mulher pegou uma pedra, agarrou-se na porta do automóvel e não soltou mais e que ele só fez a manobra com o carro para fazê-la soltar, sem intenção que ela caísse. Ele relatou ainda que foi agredido pela vítima. Ainda assim, ele foi preso e conduzido à delegacia.


Mais da Gazeta