Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1918
Pará de Minas 20/05/2022


exclusivo

GANHO PESSOAL

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

CANTORA LOCAL VAI DIRETO PARA A FINAL DO CANTA COMIGO

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

QUEM FOI

NELSON ALVES MARZAGÃO?
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Todo esforço merece reconhecimento e o GP Jornal sabe valorizar cada um de nós, como ninguém!”
VITOR DOS SANTOS SILVA, estudante de educação física.

Giro Policial

DÁ TIRO NA PRÓPRIA CABEÇA, PRA TESTAR, E MORRE

Testemunhas disseram que um homem, 21, passou o dia em um clube recreativo, na companhia de três amigos. Ao voltar pra casa, no Santos Dumont, um desses amigos lhe passou um revólver, mas retirou a munição. Aí, o homem colocou uma bala no tambor, fechou o revólver, apontou para a própria cabeça, perguntando se funcionava mesmo e, antes de obter uma resposta, apertou o gatilho. O tiro estourou e ele caiu, sendo socorrido, rapidamente, mas não resistiu. A polícia encontrou a arma, juntamente com um carregador de pistola e quarenta e nove munições. Os envolvidos foram presos e todo o material apreendido. Segundo a P M, o rapaz morto tinha cinco passagens pela polícia, por porte de arma e tráfico de drogas. Já o dono do revólver tem sete passagens policiais por roubo, tráfico de drogas e outros crimes.


Mais da Gazeta