Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1931
Pará de Minas 18/08/2022


exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

AFINAL, ONDE ESTÁ A VERDADE SOBRE O “FECHAMENTO” DA COOPARÁ?

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

WANDERCY CORREA STEIN, 85
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“A GAZETA sempre mantém a população pará-minense atualizada, com informações precisas!”
CARLOS ALBERTO DE MOURA MORATO, empresário.

Giro Policial

PRESOS CRIMINOSOS EM GOLPES DE CARTÃO

Dois homens, 24 e 26, e uma mulher, 23, acabaram presos em flagrante, por aplicarem golpes do cartão bancário na cidade. A prisão do trio ocorreu em um hotel, no Belvedere, onde eles estavam hospedados. A P M localizou, em seus quartos, dinheiro de origem suspeita, celulares de procedência duvidosa, relógios, maconha, máquinas de cartão e cartões bancários de várias vítimas. Os bandidos, que são de São Paulo/SP e a mulher, de Uberlândia/M G, vieram para Pará de Minas, no dia 2 de outubro. Eles disseram que escolheram a cidade por acaso. Desde então, eles escolhiam suas vítimas, utilizando a mesma forma de agir, ou seja fazendo contato por telefone fixo, dizendo que eram de certa agência bancária, perguntando se a pessoa havia feito alguma compra com cartão, pois havia indícios de que o mesmo havia sido clonado por bandidos que efetuaram compras de certos valores. Em seguida, os golpistas pediam para a vítima quebrar o cartão, que posteriormente, algum representante do banco buscaria na casa, para que fosse solicitada a troca. As vítimas somente percebiam que se tratava de golpe, depois que os criminosos se apoderavam do cartão quebrado e da senha. Após vários registros de ocorrências, informando sobre características dos golpistas e do veículo que eles ocupavam, a P M montou uma operação, verificou imagens de câmeras de segurança pela cidade e conseguiu chegar até os bandidos, no hotel. Agora, a P C vai investigar se mais criminosos atuavam com o trio. Entre as vítimas está um homem, 73, que teve um prejuízo de R$ 23 mil. Um dos golpistas tem passagem por tentativa de homicídio e o outro, por tráfico de drogas. Eles e a mulher foram encaminhados para a delegacia, e, posteriormente, levados para a Pio Canedo.


Mais da Gazeta