Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1930
Pará de Minas 12/08/2022


exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

MAIS UMA VEZ, SEÇÃO GRITO POPULAR MOSTRA SUA FORÇA

exclusivo

UNIVERSO FAPAM

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

OLINDA MARIA STAIN, 81
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Credibilidade e imparcialidade em jornalismo é com a GAZETA!”
GABRIEL JOSÉ BARBOSA PALOTTI, administrador e Garra Profissional 2021 no agronegócio

Notícias Prefeitura

PARCERIA ENTRE PREFEITURA E GOVERNO DO ESTADO VAI FACILITAR VIDA DO EMPRESARIADO

Na manhã de ontem, 3ª feira, 26, o prefeito Elias Diniz convocou uma coletiva de imprensa para falar sobre a integração do sistema de emissão de alvarás da prefeitura com a plataforma do Governo do Estado. Com essa integração, Pará de Minas assume posição de destaque no cenário estadual, pela agilização na liberação do A V C B - Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros, para empreendimentos empresariais. A reportagem GP conversou com o prefeito Elias Diniz. Informe-se.

“Pará de Minas está sendo uma das cidades mais inovadoras do Brasil. Mais uma vez vamos servir de modelagem para o Estado, sendo a cidade destaque, além de outras duas cidades que vão participar desse projeto de integração da base de dados, pois já temos uma evolução significativa aqui em Pará de Minas, com diversas ferramentas. O objetivo maior é trazer para o empresário, para que ele possa conseguir os alvarás e A V C B em tempo rápido, de forma ágil, e que essas informações sejam integradas com a base de dados do município e com a base de dados do Corpo de Bombeiros, juntamente com o Estado. Com isso, o empresário, que sempre tem aí diversas dificuldades, ou até mesmo restrições, em certos momentos terá oportunidade, pois o regramento agora segue-se a metodologia do próprio Estado. Queremos dar essa agilidade, para que ele possa ampliar ou até mesmo fazer as adequações conforme a modelagem do Estado. A ferramenta da Quasar, que temos junto ao município é que vai validar essas informações, buscando a base de dados, nesse convênio que nós temos com o Estado, possibilitando rapidamente fazer verificações, quanto as informações, validando e, automaticamente, conseguindo otimizar em até três dias, dependendo do processo. Isso é um ganho significativo para os empresários, de um modo geral,” afirma o prefeito.


O QUE MUDA? - A reportagem GP conversou também com o superintendente de inovação da Sede - Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Pedro Emboava. Acompanhe.

“Como estamos analisando, na questão de risco junto aos comerciantes, também estamos fazendo uma integração com relação aos dados fornecidos pelos comerciantes para abrir seus respectivos negócios, em especial quando falamos do A V C B. Quando os comerciantes querem abrir e iniciar seu negócio, eles querem iniciar suas vendas o mais rápido possível, só que muitas vezes, por dificuldade de integração dos dados que são fornecidos para a prefeitura, e que também precisam ser fornecidos para o Estado, por eles não conversarem, esse comerciante vai demorar, às vezes, mais dias para começar a vender, faturar e gerar riqueza, para a prefeitura, município, Estado e Brasil. Com isso, o Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, investimos em empresas de tecnologias, apoiando-as nas suas respectivas implementações dessas tecnologias, com o setor público. Uma delas é a Quasar, que investimos oitenta mil reais nela para que ela pudesse compartilhar essa sua tecnologia com algumas prefeituras, especificamente. É com muito orgulho que mencionamos que Pará de Minas é uma dessas três primeiras prefeituras que terão esse sistema implementado aqui dentro, justamente para facilitar o tempo de abertura desses negócios,” ressalta Pedro.


COMO FUNCIONARÁ? - Para finalizar, a reportagem GP também conversou com Lucas Guimarães, representante da Quasar, programa adquirido pelo município. Veja.

“Inicialmente, por meio do Sid, o programa da Sede, que investe em empresas de tecnologia para atender o setor público, foi cadastrado um desafio do Corpo de Bombeiros sobre a dificuldade em coletar dados dos empresários mineiros para seguir com o processo de liberação de A V C B. Apresentamos nossa solução ao Corpo de Bombeiros e eles aceitaram fazer esse teste em três municípios de Minas, para depois ser expandida a todo o Estado. Inicialmente, nossa plataforma de alvará e licenciamento, que a prefeitura local utiliza, ela vai coletar dos empresários as informações importantes do Corpo de Bombeiros para classificar o risco daquele empreendimento. Ao coletar esses dados, a análise desse risco será feita automática. Então a plataforma consulta a base de dados do Estado, cruza os dados de localização, edificação e risco, e dependendo desse risco, automaticamente o sistema libera uma dispensa para funcionamento, com relação ao Corpo de Bombeiros, um certificado de funcionamento de um ano, para ele ter o prazo para solicitar esse A V C B e não ficar sem funcionar, e se a edificação que ele estiver presente já possuir o A V C B, a gente já retorna esse A V C B de forma automática e pula a etapa para a liberação do alvará de localização de funcionamento,” explica Lucas.


Mais da Gazeta