Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1931
Pará de Minas 18/08/2022


exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

AFINAL, ONDE ESTÁ A VERDADE SOBRE O “FECHAMENTO” DA COOPARÁ?

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

WANDERCY CORREA STEIN, 85
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“A GAZETA sempre mantém a população pará-minense atualizada, com informações precisas!”
CARLOS ALBERTO DE MOURA MORATO, empresário.

Notícias Coletivas

ENTREGUE QUATRO LITROS DE ÓLEO USADO E GANHE UM, NOVO

Até março de 2022, estará funcionando o Programa Trata Óleo, promovido pela concessionária Águas de Pará de Minas, que conta com meios corretos e sustentáveis para o descarte do óleo de cozinha usado. Esse programa visa atender toda a população e, a cada quatro litros de óleo usado entregues, a pessoa ganha um litro de óleo novo. Todo o material descartado será devidamente reservado e destinado à geração de biodiesel e produtos de limpeza ecológicos. Para saber mais, a reportagem GP conversou com o diretor da Águas de Pará de Minas, Rodrigo Assad Macool. Acompanhe.

“O principal objetivo desse programa é fomentar a educação ambiental, que faz parte do conceito da empresa, de levar educação ambiental nas escolas, para a população e seus usuários. Com isso, queremos retirar o descarte incorreto do óleo de cozinha, que as vezes é descartado na rede de esgoto, na própria pia, trazê-lo para o descarte correto, por meio de uma destinação feita, para que depois se torne biodiesel e produtos ecológicos. O óleo, quando descartado incorretamente, cai na rede de esgoto e forma, quase que como uma esponja, um sólido, que acaba causando inúmeros transtornos, seja no transbordamento do esgoto e entupimento da tubulação. Esse transtorno é causado, não só para a população, como para o meio ambiente. Portanto, o descarte correto desse óleo traz inúmeras vantagens para todas as pessoas e para a comunidade,” ensina Macool.


MAIS ALGUMA COISA? - “Dependendo do sucesso da campanha, nós podemos determinar se a troca do óleo usado pelo novo vai continuar ou não, porém os ecopontos continuarão nos locais, onde foram instalados, pois é muito importante que a gente tenha esse hábito de fazer a destinação correta do óleo.”


* Veja onde estão instalados os ecopontos: * na rua Maestro Espíndola, 270, Nossa Senhora das Graças; * na secretaria de agronegócio, desenvolvimento rural e meio ambiente (rua Waldemar de Oliveira, 606, Santos Dumont); * no Cras Renê Vieira Leitão (rua Paulo Braz Menezes, 87, Novo Horizonte); e * no Cras Augusto de Oliveira Duarte (rua Georges Collin, 371, Walter Martins).


Galeria

Mais da Gazeta