Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1931
Pará de Minas 18/08/2022


exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

AFINAL, ONDE ESTÁ A VERDADE SOBRE O “FECHAMENTO” DA COOPARÁ?

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

WANDERCY CORREA STEIN, 85
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“A GAZETA sempre mantém a população pará-minense atualizada, com informações precisas!”
CARLOS ALBERTO DE MOURA MORATO, empresário.

Notícias Prefeitura

PREFEITURA MANTÊM PROTOCOLOS DE ANTIGO DECRETO, COM VIGÊNCIA ATÉ 31 DE JANEIRO

No último dia 5, o procurador geral do município, Hernando Fernandes da Silva, explicou o teor do Decreto 11.825/2021, editado no dia 30 de dezembro. O documento dispõe sobre o enfrentamento da covid-19 em Pará de Minas.  A reportagem GP conversou com ele. Acompanhe.

“É importante destacar que Pará de Minas permanece no Minas Consciente, tendo a obrigação de respeitar e seguir os protocolos. Nosso último decreto teve vigência até 31 de dezembro, e foi editado um novo decreto, com vigência até 31 de janeiro. Nesse decreto consta a obrigatoriedade de seguir todos os protocolos do Minas. A flexibilização, que já havia no decreto anterior, quanto ao uso de máscaras continua em ambiente aberto, ou seja, é facultativo, você usa se quiser, em ambiente aberto. Consta também nesse decreto a obrigatoriedade do uso de máscaras em qualquer ambiente fechado, público ou privado. O comitê local, que já faz quase dois anos que está ativo, com reuniões presenciais e virtuais, acompanhamos e repassamos para os membros do comitê a situação da pandemia na cidade. A secretaria de saúde encaminha o boletim diário e esse boletim é repassado ao comitê, que acompanha, sabe diariamente da situação da pandemia no município, motivo pelo qual editamos um novo decreto com vigência até 31 de janeiro. Somos muito democráticos e qualquer membro do comitê pode solicitar reunião, para alterarmos nosso decreto, se for necessário. Graças a Deus, em relação a covid, está controlado, mas se for necessário, podemos nos reunir,” explica Hernando.

Mais da Gazeta