Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1930
Pará de Minas 12/08/2022


exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

MAIS UMA VEZ, SEÇÃO GRITO POPULAR MOSTRA SUA FORÇA

exclusivo

UNIVERSO FAPAM

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

OLINDA MARIA STAIN, 81
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Credibilidade e imparcialidade em jornalismo é com a GAZETA!”
GABRIEL JOSÉ BARBOSA PALOTTI, administrador e Garra Profissional 2021 no agronegócio

Notícias

GRITO POPULAR

COMPRE A GAZETA NAS BANCAS: * PADARIAS: BARIRI, CAFÉ COM LEITE (São Luiz) e FRANÇA (rua Direita); * BANCAS: MARIA JOSÉ (em frente à EE Governador Valadares) e FRANCISCO (ao lado do Santander); * STOP SHOP, etc..

Veja também outras queixas da edição anterior abaixo.

“PREFEITURA SÓ MOSTRA REALIZAÇÕES DE UM DEPUTADO?”

“Tive acesso, na prefeitura, sobre os valores das verbas enviadas para a prefeitura, por meio do deputado federal Eduardo Barbosa, para a realização de cinco obras. Isso já faz algum tempo e, pelo que eu fui informado, até hoje elas não foram realizadas, concluídas ou inauguradas. Vou passar para vocês, da GAZETA, os valores de cada uma e para onde eles foram destinados: 1) cobertura da quadra do São Francisco: R$ 390.000,00; A obra foi concluída há mais de 3 meses, mas nada de inauguração; 2) reforma da quadra do Santos Dumont: R$ 520.000,00. Essa obra teve início, mas está parada; 3) construção da quadra do bairro Grão Pará: R$ 340.245,00. Está aguardando licitação, há mais de 2 anos; 4) construção de praça no bairro Recanto da Lagoa: R$ 248.300,00. Também aguardando licitação, há mais 2 anos; e * 5) ampliação do Centro de Convivência dos Idosos: R$ 780.000,00. Essa obra está sendo realizada há 3 anos; ou seja, a passos lentos. Então, a minha pergunta para a reportagem da GAZETA é a seguinte: como pode a prefeitura receber mais de 2 bilhões de reais em verbas do deputado da terra e nada disso ser divulgado? Será que é porque só mostram realizações de um outro deputado federal?”

NOTA DA REDAÇÃO - Contatada, a Assessoria de Comunicação da Prefeitura informou que não conseguiram as respostas solicitadas até o fechamento desta edição que esta GAZETA poderia publicar essas queixas, sem respostas. Entretanto, caso queira, basta entrar em contato com a reportagem GP.

“DEPUTADO DO PARTIDO VERDE CONTRA O MEIO AMBIENTE?”

“Recebi pelo whatsApp uma lista com os nomes dos deputados estaduais mineiros que estão trabalhando sério, para tentar criar uma CPI - Comissão Parlamentar de Inquérito, para investigar possíveis irregularidades na concessão de Licença Ambiental, para uma mineração na Serra do Curral, em Belo Horizonte. De início, essa lista contava com a assinatura do deputado estadual Inácio Franco. Porém, depois, ele retirou a assinatura dele. Diante disso, gostaria que a GAZETA investigasse isso, para sabermos se é realmente verdade. E se for, por que ele, como deputado do PV - Partido Verde - o nome já diz tudo - pode retirar a assinatura para a abertura de uma CPI que visa, justamente, proteger o verde?

NOTA DA REDAÇÃO - Contatada a assessoria do deputado estadual Inácio Franco, veja o que foi dito.

“Em 1º lugar, o deputado estadual Inácio Franco esclarece ser totalmente favorável à preservação da Serra do Curral, dada a sua importância natural, histórica e cultural para Belo Horizonte e região. Segundo ele, décadas de atividades das mineradoras no local foram responsáveis pelo desaparecimento das matas, águas e animais do ecossistema da montanha, formado pelo Cerrado e Mata Atlântica. Na sua opinião, os graves crimes ambientais geram grandes prejuízos tanto à população quanto aos cofres públicos. Contudo, o parlamentar alega ter sido alertado por sua assessoria sobre possíveis inconsistências no requerimento de abertura da CPI, o que poderia comprometer os resultados da apuração e a proteção da Serra do Curral. O deputado Inácio Franco acredita que existem outras medidas mais eficazes para atingir esse objetivo”, responde a assessoria.


Entre outras queixas dos leitores GP leia: QUEM ESTÁ ERRADO: MOTOCICLISTAS OU O PATO ROUCO?


Mais da Gazeta