Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1931
Pará de Minas 18/08/2022


exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

AFINAL, ONDE ESTÁ A VERDADE SOBRE O “FECHAMENTO” DA COOPARÁ?

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

WANDERCY CORREA STEIN, 85
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“A GAZETA sempre mantém a população pará-minense atualizada, com informações precisas!”
CARLOS ALBERTO DE MOURA MORATO, empresário.

Gozacao Pura

HOMEM XEROX ATACA NOVAMENTE ESTE GP JORNAL, MAS SE DÁ MAL

Galera do meu coração, nesta edição fui convidado para escrever no lugar da Euzinha, que teve de fazer uma viagem, tipo vapt, vupt. Como já teve gente mesmo dizendo que Euzão sou a Euzinha, no Grito Popular, aceitei o desafio do editor GP. Então, tome polca: o Homem Xerox - como ele tem sido chamado por mim, há tempos, além de ter copiado o apelido da titular deste espaço GP, na maior cara de pau, continua tentando - eu disse tentando - clonar os eventos GP. Semana passada, deu um novo ataque contra o GP Jornal, por meio de um dos colunistas deste hebdomadário (semanário). Vou, então, contar exatamente como o editor GP me relatou, ao tomar conhecimento do fato. O Homem Xerox chegou perto de um tradicional colunista GP, como se não quisesse nada, pra depois dar o bote, despejando nele o seu terrível veneno, como ele já fez com tanta gente na terrinha, sempre com aquela voz falsamente aveludada e insuportável. Nem preciso falar de quem se trata, porque muitos nesta terrinha estão cansados de saber quem é essa coisinha... Depois de jogar fora algumas abobrinhas, falou para o sempre invejado colunista GP: Amiiigo, tô bobo! O editor GP agora anda fazendo crônicas até contra você? Por sinal, bem maldosa, né? Fui lendo e vi logo que ele estava falando sobre você. Nó, deu na cara demais! Imagina! Pirou de vez! Onde já se viu atacar a própria equipe de trabalho que vem caminhando com ele, há 28 anos...

O colunista GP, percebendo que o Homem Xerox queria era jogá-lo contra o editor GP, desviou o assunto, inteligentemente, ao dizer sorrindo: Querido, a GAZETA não tem só 28 anos, não. Estamos fazendo jornalismo sério em Pará de Minas, há quase 40 anos. Para ser mais exato, há 38, com muita credibilidade, porque no GP Jornal não tem esse tal de diz que me disse...

Mesmo assim, o Homem Xerox continuou: Ah, se fosse comigo! Parava de escrever para a GAZETA, na mesma hora...

O colunista GP fingiu que alguém estava o chamando pelo celular, que estaria tremendo no bolso dele, e se distanciou, rapidamente, daquela jararaca do papo amarelo. Nesta semana, circulando pelos corredores gazetais, para entregar a sua incopiável coluna, o colunista GP contou o caso, totalmente infundado, para o editor GP, que disse apenas isso: Que coisa, hein? Vai ver que é por isso que ele não vai pra frente. Ao invés de focar no trabalho dele, fica perdendo tempo, olhando para o trabalho de quem está na frente! Não vou colocar aqui o BUUUMMM aqui, porque sou criativo e não costuma sair por aí tentar copiar coisa dos outros... Rsrsrs!!!

Bié, precisando de novo é só ligar, viu? Adooorei fazer parte desta coluna super, hiper e mega bem bolada! 

A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR - Você também já foi vítima da ferina língua do Homem Xerox?

ATÉ BREVE! E DE LEVE...

Você não sabe quem sou eu, mas euzinha sei tudo sobre você!

(*) Colaborador que só escreve fake news (notícias falsas).


Mais da Gazeta