Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação: Francisco Gabriel
Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade, desde 84
ANO 40
Nº 2010
11/03/2024


Eventos GP
Eventos GP

O MAIS TRADICIONAL EVENTO CULTURAL DA CIDADE DEBATEU SOBRE MACHISMO E FEMINISMO - 04/11/2022

O GP Jornal realizou, no último dia 27, o 241° Grande Papo, cujo tema escolhido pelos próprios alunos da EE Padre Libério foi MACHISMO e FEMINISMO. Dessa vez, os debatedores convidados foram a psicóloga Sandra Martins e a advogada e presidenta da 18ª subseção da OAB - Ordem dos Advogados do Brasil, Cristiane Couto. Na abertura do evento, o público conferiu e aplaudiu a apresentação musical de Marcus Ferreira, que, depois, também foi convidado a compor a mesa debatedora. O debate agradou aos alunos e professores, que enviaram perguntas inteligentes e até pessoais à mesa. Após o debate, a equipe GP, as debatedoras e o cantor Marcus Ferreira foram convidados a saborear um lanche oferecido pela diretora da escola anfitriã, Claudine de Oliveira Santos. Logo em seguida, a reportagem GP entrevistou as debatedoras e o cantor. Confira.

NÃO SÃO OPOSTOS - “Foi muito bom participar, pela 1ª vez, do Grande Papo. Eu achei o tempo curto, porque é um tema que dá pra aprofundar muita coisa. A psicologia vê o machismo como uma coisa nociva e que precisa ser trabalhada, desde da infância. Já o feminismo veio pra contrabalancear, pra equilibrar essa balança e trazer igualdade mesmo. Importante falarmos que o feminismo não é o contrário do machismo, como muita gente pensa, porque o feminismo não busca supremacia da mulher e sim equilíbrio entre os gêneros,” ensina SANDRA.

LEIS PROTETIVAS - “Em 1º lugar, agradeço pelo convite da GAZETA. Fiquei muito feliz em participar do Grande Papo e foi muito gratificante ver o interesse dos alunos daqui, que escolheram o tema Machismo e Feminismo, o que me deixou muito animada, desde que fui convidada. A Lei o Feminicídio trata dos crimes de morte praticados, devido a vítima ser uma mulher, ou seja, devido ao seu gênero. Já a Lei Maria da Penha trata dos crimes de violência doméstica contra as mulheres. Porém, por analogia, alguns juízes entendem que essa lei possa ser estendida aos homens, porque, diante da Constituição Federal, todos os brasileiros são iguais perante a lei. Para aquelas pessoas que estão sofrendo com algum tipo de violência, seja física, psicológica ou até mesmo patrimonial, o meu conselho é que procurem a delegacia de polícia ou órgãos locais de apoio,” instrui CRISTIANE.

TEMA PERTINENTE - “Pra mim foi um privilégio participar do Grande Papo e, mais uma vez, agradeço a GAZETA por, mais uma vez, abrir a portas para mim. Foi mais do que espetacular, ainda mais sabendo que esse tema tão pertinente partiu dos alunos. As debatedoras foram brilhantes, inclusive passando informações básicas que até eu, adulto que sou, desconhecia. Foi muito importante e quero participar mais vezes,” solicita MARCUS.


A mesa debatedora formada pela advogada Cristiane Couto, psicóloga Sandra Martins, cantor Marcus Ferreira e o editor GP, Bié Barbosa

Mais da Gazeta

Colunistas