Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação: Francisco Gabriel
Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade, desde 84
ANO 40
Nº 2020
16/05/2024


Notícias Prefeitura
Notícias Prefeitura

PARCERIA FIRMADA ENTRE UNIVERSIDADE E PREFEITURA - 11/09/2023

No gabinete do prefeito, Elias Diniz e o diretor geral do campus da UFV - Universidade Federal de Viçosa/MG, campus de Florestal/MG, professor Antônio César Calil, anunciaram a promoção do curso gratuito de Eletricista de Sistemas de Energias Renováveis, também conhecido como curso de Instalador de Sistemas Fotovoltaicos. Esse curso irá preparar profissionais, com conhecimentos teórico e prático de tecnologias fotovoltaicas, aliado à prática de implantação de sistemas solares renováveis em projetos de pequena, média e grande escala. A duração da qualificação é de 200 horas, aproximadamente 2 meses e meio, sendo necessária frequência de, no mínimo 75%, do total, para receber a certificação. A esses, será concedido auxilio-estudante de R$ 400,00 aos participantes do curso, a serem pagos, após a conclusão. Para cada dia de falta será descontado o valor de R$ 8,00. O curso disponibilizará 45 vagas, sendo 20% (9 vagas) ocupadas, preferencialmente, por mulheres e o período de inscrições vai só até o próximo dia 16, no Sine local.

MAIS DETALHES - * Ser maior de 18 anos. * Possuir ensino fundamental I completo (do 1º ao 5º ano). * O horário das aulas presenciais será de segunda à quinta-feira, das 18H às 22H, no campus Florestal, com transporte oferecido pela prefeitura. * As aulas teóricas serão realizadas no prédio da antiga Unincor, localizado na rua José Bahia Capanema, s/nº, bairro João Paulo II.

PENSANDO NO FUTURO - A reportagem GP falou com o prefeito, Elias Diniz. Veja.

“Em um 1º momento, vamos começar com Energif, que é uma proposta na qual vamos trabalhar a qualificação com os professores da UFV, aqui no antigo campus, envolvendo a Unincor, onde vamos ter em horário noturno, com 45 alunos que vão ter a oportunidade de serem qualificados dentro dessa nova metodologia de energia limpa, renovável. Vamos trabalhar com todos os painéis, envolvendo energia fotovoltaica, com toda uma preparação em qualificação. Com isso, a cidade cresce significativamente e Minas Gerais já está sendo destaque nacional quanto à questão de energia limpa. Porém, não estamos tendo profissionais para trabalhar nessa área e existe uma atenção especial, para que profissionais sejam capacitados, para a manutenção e renovação. Pensando no futuro, a UFV está disponibilizando todo o laboratório mais o sistema direcionado ao nosso campus daqui. O processo começará agora o curso a partir do dia 18 de setembro e vai até o final de novembro. Queremos que todos os alunos sejam capacitados, para que Pará de Minas tenha um Banco de Profissionais preparados e qualificados, para atender a demanda. Portanto, as pessoas precisam fazer as inscrições, de forma rápida, pois teremos uma curta janela de matrículas,” alerta Diniz.

PROPOSTA REALISTA - A reportagem GP também falou com o diretor geral do Campus UFV, em Florestal, professor Antônio Cézar Pereira Calil. Confira.

“Essa parceria é obrigação institucional, é uma questão de sobrevivência da instituição, porque se ela não cumprir esse papel, não tem razão da sua existência. Então, para mim é fundamental. Todas as ações que, a partir de agora, forem surgindo, nós vamos interagindo, pois sabemos que sozinhos não conseguiríamos operacionalizar um curso qualidade, com a organização e a sequência que deve ter. Então, a gente buscou esse apoio do município. O governo federal trabalha também no sentido de uma expansão, para áreas estratégicas de cursos superiores. Não adianta oferecer curso apenas, temos que analisar todo um contexto e a política do município é bem realista, com curso, transporte, horário adequado ao público, porque ele trabalha. Fora esse aspecto, há outro, o da qualidade, que é o padrão da universidade. Todos os estudantes terão acesso aos melhores laboratórios que temos no nosso campus, porque eles não vão atender somente empresas, uma vez que a expansão da energia fotovoltaica em residências é muito grande. Diante disso, acho que nós não teremos problemas em preencher essas vagas,” acredita o professor Calil.

Mais da Gazeta

Colunistas