Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação: Francisco Gabriel
Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade, desde 84
ANO 40
Nº 2020
16/05/2024


Eventos GP
Eventos GP

284ª MOSTRA GP: FAZENDO CROCHÊ, POR PURO PRAZER - 11/12/2023

A 284ª Mostra GP, de Viviane Pereira Coelho, 35, estará exposta na recepção da nova sede deste GP Jornal, a partir da próxima 4ª feira, 1º de novembro, até o dia 31 de dezembro. Serão expostas peças em crochê para o lar, bem como lindas bolsas, usando fio de malha, fio náutico, cordão rabo de rato e barbante. Confira a entrevista que a talentosa Viviane concedeu à reportagem GP.

“Comecei com esse trabalho, em 2020, vendo vídeos no youtube. Aí, foi surgindo o interesse, comprei as linhas, os barbantes e as agulhas e fui fazendo. Claro que quem, como eu, não tinha noção nenhuma de crochê, seria bom ter tido um profissional para auxiliar, mas, hoje em dia, na internet tem muito material que ensina. Eu mesma já ensinei à minha filha, que já faz por conta própria também. Fora isso, ela assiste a vídeos para auxiliar. Aí, ela faz, desmancha, faz de novo (riso). Pessoas da minha família foram os meus 1ºs clientes, depois comecei a colocar no local onde eu trabalho e foi dando saída e eu comecei a fazer, cada vez mais. Faço peças para casa e, mais recentemente, estou fazendo bolsas. O que eu mais gosto de fazer são os sousplats (suplás - peça que se coloca debaixo dos pratos à mesa), mas ultimamente estou adorando fazer as bolsas,” explica Viviane.

FALE DOS CLIENTES - “Meu público varia. Nas peças em crochê, para casa, quem mais procura são as pessoas casadas. Já as bolsas são as pessoas mais jovens que gostam mais, por estar em alta o crochê. Faço vários modelos, em vários tamanhos, à escolha do cliente, que vão de carteira à bolsas. Na recepção da GAZETA vou expor bolsas, sousplats, caminhos de mesa, tapetes, panos de prato e jogos de banheiro. Os jogos de banheiro, saem bastante e as bolsas também. As pessoas gostam de novidades, coisas diferentes e que estão em alta. Já as peças mais básicas saem bem menos.”

ESTÁ FATURANDO BEM? - “Além de me gerar uma excelente renda, faço tudo com muito amor. É como uma terapia pra mim. Faço por gosto mesmo! Em minha casa, tenho muitas linhas e sempre vou comprando e fazendo, até sem compromisso mesmo, e vou mostrando para as pessoas. Adoro ver e reproduzir as coisas bonitas que vejo e sempre pego algumas para a minha casa, para ela ficar bem arrumadinha. Pego também algumas bolsas, pois esse acessório é essencial.”

ONDE ADQUIRIR - “As pessoas podem adquirir pelo meu instagram (vivi_atelie22) ou podem vir aqui também, no meu local de trabalho, que é a Alfaiataria São Geraldo, na rua Lourenço José, 64, no bairro Coração de Jesus, que sempre faço e deixo exposto aqui. Aceito encomenda também.”


A costureira e crocheteira Viviane Pereira: “Adoro ver e reproduzir as coisas bonitas que vejo e sempre pego algumas para a minha casa, para ela ficar bem arrumadinha. Pego também algumas bolsas, pois esse acessório é essencial”

Mais da Gazeta

Colunistas