Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1918
Pará de Minas 20/05/2022


exclusivo

GANHO PESSOAL

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

CANTORA LOCAL VAI DIRETO PARA A FINAL DO CANTA COMIGO

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

QUEM FOI

NELSON ALVES MARZAGÃO?
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Todo esforço merece reconhecimento e o GP Jornal sabe valorizar cada um de nós, como ninguém!”
VITOR DOS SANTOS SILVA, estudante de educação física.

Notícias

CARNE FRACA NA CIDADE

Em reunião na câmara municipal no último dia 29, 4ª feira, os vereadores aprovaram o projeto de lei que cria o Serviço de Inspeção Municipal. A medida foi tomada depois que o Ima - Instituto Mineiro de Agropecuária, lacrou alguns estabelecimentos locais que atuam no mercado de derivados de carne e leite. Para saber mais sobre esse importante assunto, o deputado estadual, Inácio Franco, ao lado do prefeito Elias Diniz, concedou uma importante entrevista coletiva. Acompanhe. 

“Na realidade o que desencadeou isso foi a operação Carne Fraca, da polícia federal. Com isso, o IMA agiu também em Minas, fazendo inspeção em cada estabelecimento, colocando em dificuldade muitos empresários. Aqui, em Pará de Minas diversas empresas que tiveram a fiscalização e o Ima quem vetou o funcionamento de algumas. Aí, eu, o prefeito e alguns empresários estivemos no Ima, no dia 24. Como o prefeito Elias Diniz agiu rápido, hoje a fiscalização municipal já está implantada, através da vigilância sanitária. Dessa forma, o secretário do Ima, Marcílio Magalhães, já nos deu a notícia de que, tanto esse instituto como a vigilância sanitária local já estarão liberando esses empresários para retornarem a trabalhar da maneira correta, já que muitos nesse setor abusam, trabalhando de maneira errada,” concorda Inácio. 

Mais da Gazeta