Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1917
Pará de Minas 13/05/2022


exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

“FIQUEI LIGADA A UM MONTE DE APARELHOS, MAS NÃO TINHA MAIS O CÂNCER NO MEU CORPO”

exclusivo

O mais tradicional evento cultural da cidade debateu sobre a VIDA PÓS-PANDEMIA

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

LEVINO DA COSTA DE JESUS, 115
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Por ser sério, o GP Jornal é muito respeitado na cidade!”
JOSÉ IRINEU SILVA, empresário.

Notícias

POR QUE ELE VOTOU A FAVOR DO AUMENTO?

um projeto que propunha um aumento de 2% do ICMS para combustíveis foi aprovado, em 2º turno, na assembleia legislativa, pelos deputados mineiros, quando o deputado estadual Inácio Franco, votou a favor. Para saber mais sobre esse polêmico aumento, em plena crise econômica e política pela qual o Brasil passa, a reportagem GP conversou com esse deputado de Pará de Minas. Informe-se.

“Estamos vendo que o país está em recessão com empresas endividadas com dificuldade para se manterem, porque estão devendo o Estado e fornecedores. Diante disso, o governador mandou esse projeto de lei para a assembleia, isentando multas e juros dessas empresas inadimplentes com o Estado que está falido. É uma situação muito complicada e esse projeto de lei dará um aumento de 2% na gasolina e no álcool e esse percentual não é significativo para as pessoas, mas para o Estado é representativo, pois ele está em inadimplência com o próprio pessoal, parcelando pagamento de funcionários públicos, bem como poderá investir nas áreas da segurança pública e da saúde pública. Por isso, votei a favor,” explica o deputado.

Mais da Gazeta