Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1917
Pará de Minas 13/05/2022


exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

“FIQUEI LIGADA A UM MONTE DE APARELHOS, MAS NÃO TINHA MAIS O CÂNCER NO MEU CORPO”

exclusivo

O mais tradicional evento cultural da cidade debateu sobre a VIDA PÓS-PANDEMIA

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

LEVINO DA COSTA DE JESUS, 115
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Por ser sério, o GP Jornal é muito respeitado na cidade!”
JOSÉ IRINEU SILVA, empresário.

Notícias

DICAS PARA REDIGIR BEM NO ENEM

O Enem 2017, desta vez, não será realizado em apenas um domingo, mas em dois, mais precisamente nos dias 5 e 12 de novembro. Para passar dicas para os estudantes pará-minenses fazerem boas redações, a reportagem GP conversou com o professor Inácio Lopes que deu algumas dicas. Informe-se.

“É difícil precisar quais temas poderão cair na redação, mas é claro que serão temas atuais. Precisamos, então, ficar atentos, antenados ao que está acontecendo no Brasil e no cenário mundial, pois qualquer assunto atual é um bom tema para ser cobrado na redação do Enem,” garante Inácio.

DICAS - * A primeira coisa a fazer para se escrever bem é ler. Não se escreve bem se não ler. Uma pessoa que não gosta e não tem o hábito de ler dificilmente conseguirá escrever bem, pois escrever está atrelado a ler. * Diante do tema que for cobrado é preciso que a pessoa reflita, pense sobre o assunto e, só então, comece a escrever. * Um texto precisa ser apresentado através de três partes básicas: introdução, desenvolvimento e conclusão (ou seja: com início, meio e fim). * No Enem sempre é cobrado texto dissertativo argumentativo, onde o aluno precisa apresentar solução para o problema, senão já é apenado nessa questão. * Deve-se evitar a primeira pessoa (eu/nós). Não que seja errado, mas um texto na terceira pessoa (ele/eles) fica mais claro e passa mais verdade para quem lê. * Tem que sair fora dos achismos (achar que...) das questões, evitando frases como Graças a Deus e se Deus quiser, pois, em redação, isso é armadilha. * Tem ainda de tomar cuidado com o internetês (linguagem de internet), pois em língua de prestígio essas abreviações (vc, vdd, etc.) têm de ser deixadas para trás”


Mais da Gazeta