Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1919
Pará de Minas 27/05/2022


exclusivo

UNIVERSO FAPAM

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

INFLUENCIADOR DIGITAL VAI MUITO ALÉM DO SEU BORDÃO SEXTOOOU BB

exclusivo

GANHO PESSOAL

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

MARIA DE JESUS CORNÉLIO, 85

exclusivo

enquete gp

TATUAGENS: A FAVOR OU CONTRA?
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“A GAZETA é tradicional em informar sempre com qualidade.”
LÍVIA VIEIRA GUIMARÃES ALMEIDA, bancária.

Notícias

O 1° ÔNIBUS ELÉTRICO DA CIDADE

Para conhecer o ônibus cem por cento elétrico que chegou na cidade, no dia 14 de novembro, a reportagem GP deu uma volta pelo Centro, tendo o prefeito como motorista. A novidade tem ar condicionado, não emite nada de gás carbônico (CO2) e tem capacidade para vinte e oito pessoas assentadas e mais treze em pé. Para saber mais sobre ele, a reportagem GP conversou com o prefeito Elias Diniz. Leia.

“Dentro do nosso plano de governo existe um processo para trabalhar a energia limpa. Diante disso, existe a construção e o projeto das usinas fotovoltaicas e também do ônibus elétrico que vai simplesmente diminuir significativamente a questão da emissão de CO². Nossa intenção é que os ônibus convencionais, movidos a diesel, sejam reduzidos. O objetivo desse ônibus que já está na cidade é para fazermos todos os testes necessários, por um período de um mês, para que se verifique o custo em termos de energia e qual é a unidade KWH por KM deslocado. Faremos testes também na rodovia, pois queremos implementá-los em nossa frota da educação municipal também. Com uma carga de apenas duas horas ele tem autonomia para aproximadamente duzentos e trinta quilômetros. Temos um posto elétrico na porta da prefeitura que estará realimentando esse ônibus, de acordo com as nossas necessidades,” afirma Elias.

VIRÃO OUTROS ÔNIBUS? - “Será feita, progressivamente, a inclusão dos ônibus elétricos na cidade. Como o custo de consumo elétrico será minimizado, o valor do bilhete da passagem poderá ser reduzido também. Em um primeiro momento, exigiremos que a empresa licitada entre com pelo menos cinco por cento de ônibus elétricos, em nossa frota, até chegarmos a trinta por cento.”

Mais da Gazeta