Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1918
Pará de Minas 20/05/2022


exclusivo

GANHO PESSOAL

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

CANTORA LOCAL VAI DIRETO PARA A FINAL DO CANTA COMIGO

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

QUEM FOI

NELSON ALVES MARZAGÃO?
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Todo esforço merece reconhecimento e o GP Jornal sabe valorizar cada um de nós, como ninguém!”
VITOR DOS SANTOS SILVA, estudante de educação física.

Notícias

O NOVO PLANO DE AÇÃO DO CISPARÁ

No dia 18 de dezembro, prefeitos de treze municípios se reuniram para a realização da assembleia extraordinário da Cispará. Em pauta estava a aprovação do orçamento desse consórcio para 2018. O deputado estadual Inácio Franco e o deputado federal Diego Andrade garantiram apoio. Para saber mais, a reportagem GP conversou com o prefeito e vice-presidente do Cispará, Elias Diniz. Veja o que ele disse.

“Essa assembleia vem de encontro ao alinhamento de toda a pauta que envolve o novo local do Cispará, que é no antigo PA, e nosso plano de ação, a partir de 2018. A tendência do consórcio é ser potencializado. Enxergamos que temos que unificar outros consórcios, evitando assim um custo dispendioso, fazendo com que a gente possa dar agilidade em alguns procedimentos e atendimentos não só a população de Pará de Minas, desenvolvendo com todos os consorciados. Colocaremos o mamógrafo em funcionamento, queremos que ele seja digitalizado para facilitar os exames e dar retorno para o paciente em tempo real. Além disso, estamos fazendo toda uma análise que envolve o HNSC, que é regional, e estamos providenciando para que, no próximo ano, o hospital mude de seis para dez leitos na UTI, podendo atender ainda mais pessoas que estão no nosso consórcio, que hoje trabalha com esses procedimentos; vamos ampliar a carteira de prestação de serviços. Isso vai facilitar procedimentos que, talvez, a pessoa não consiga, através do Sus, mas, através do consórcio, talvez consigamos facilitar para os nossos pacientes,” explica Elias.

Mais da Gazeta