Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1923
Pará de Minas 24/06/2022


exclusivo

UNIVERSO FAPAM

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

ATÉ AQUI,FATALIDADE ASSIM SÓ ERA VISTA NO FILME PREMONIÇÃO

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

VERA LÚCIA SENA VALADARES
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“O GP Jornal é informação e entretenimento, com qualidade e confiabilidade!”
VINÍCIUS PEREIRA DOURADO, médico cardiologista

Notícias

PC PRENDE OS LADRÕES ASSASSINOS

A Polícia Civil prendeu Lucas Henrique Santos de Lima, conhecido como Tatuzinho, 19, e Túlio Augusto de Faria Silva, 21, acusados de participar de um duplo homicídio que aconteceu no dia 25 de janeiro, no bairro São Pedro. Eles são os assassinos de José Henrique Sérgio Duarte e Uarlen Pereira Dutra, que tentaram defender vítimas de assalto e acabaram levando facadas, morrendo no local. A reportagem GP conversou com o delegado de homicídios, Douglas Valério de Barcelos, que deu mais detalhes. Confira.
“O crime ocorreu, quando os dois autores chegaram de moto e anunciaram um roubo a três vítimas que estavam sentadas. Eles queriam o celular dessas vítimas e de outras vítimas, que estavam do outro lado da rua. Nessa hora, José Henrique e Uarlen tentaram socorrer as vítimas, entrando em luta corporal com um dos autores, que deu facadas nos dois, matando-os. Um dos bandidos estava na moto, aguardando o outro autor. Assim, eles fugiram, mas deixaram no local do crime um par de chinelos. Com base nesse par de chinelos, nas características físicas dos autores e outras informações que recebemos, conseguimos chegar a autoria desse crime. Um dos autores confessou e alegou que não pretendia matá-los. Ambos são de Pará de Minas e não tinham antecedentes criminais. Vamos concluir o inquérito e mandar para a justiça para que eles possam concluir e, futuramente, levá-los ao julgamento e condenação,” espera o delegado.

Mais da Gazeta