Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1917
Pará de Minas 13/05/2022


exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

“FIQUEI LIGADA A UM MONTE DE APARELHOS, MAS NÃO TINHA MAIS O CÂNCER NO MEU CORPO”

exclusivo

O mais tradicional evento cultural da cidade debateu sobre a VIDA PÓS-PANDEMIA

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

LEVINO DA COSTA DE JESUS, 115
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Por ser sério, o GP Jornal é muito respeitado na cidade!”
JOSÉ IRINEU SILVA, empresário.

Notícias

SENADOR OU DEPUTADO FEDERAL?

O deputado federal Eduardo Barbosa está pronto para se candidatar, mais uma vez, ao cargo de deputado federal. Porém, há também a possibilidade de ele candidatar-se à uma cadeira no Senado, apesar de ser algo que não depende só dele. Para saber mais sobre essaspossíveis candidaturas, a reportagem GP fez contato com Eduardo Barbosa. Confira.
“Temos que ter, dentro do princípio democrático, a possibilidade de demonstrar o que a gente está fazendo. Inclusive, a imprensa de Pará de Minas sempre facilitou esse processo de divulgação de nossas ações. O homem público precisa realmente demonstrar para a população quais são as suas ações cotidianas e eu faço isso, ao longo do meu mandato. Farei uma campanha como sempre fiz, uma campanha singela, onde apresentamos um balanço do trabalho realizado, para a apreciação da população. É ela quem decide. Minha campanha não muda muito, pois eu ando muito o mandato todo, pois o meu trabalho é contínuo. O que muda é que, agora, vamos pedir voto,” ressalta Eduardo.

E O SENADO? - “Eu tenho que dizer o que é certo e o que é certo é deputado federal. Tenho sim o desejo de ser candidato ao Senado, mas essa é uma possibilidade, que não depende só da minha pessoa, e sim de composições partidárias. Então, fico nas mãos de negociações partidárias e de chapas. Porém, o que vier para mim será muito bem aceito.”

Mais da Gazeta