Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1918
Pará de Minas 20/05/2022


exclusivo

GANHO PESSOAL

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

CANTORA LOCAL VAI DIRETO PARA A FINAL DO CANTA COMIGO

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

QUEM FOI

NELSON ALVES MARZAGÃO?
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Todo esforço merece reconhecimento e o GP Jornal sabe valorizar cada um de nós, como ninguém!”
VITOR DOS SANTOS SILVA, estudante de educação física.

Notícias

AUMENTAM OS CRIMES DE PEDOFILIA

No dia 8 de maio, foi realizada no salão do Ápice, uma palestra sobre a campanha Todos Contra a Pedofilia, que está sendo realizada em vários Estados do país. A de Pará de Minas foi proferida pelo promotor de justiça Carlos José Silva Fortes. A reportagem GP conversou com ele, que deu mais detalhes. Acompanhe.
“Tem dez anos que houve o início dessa campanha Todos Contra a Pedofilia, criada pelo senador Magno Malta, na CPI que terminou, mas o movimento continua, com objetivo de levar informações que sirvam para a prevenção e combate aos crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes. Quando falamos de crimes de pedofilia, falamos de todos os crimes de natureza sexual, quando cometidos contra a criança e o adolescente. Tanto o abuso quanto a exploração existem em todos os níveis sociais e a maior parte dos autores são homens, mas há mulheres também; tem gente mais nova, mais velha, que estudou, que não estudou, gente rica e gente pobre, que tem religião, que não tem, todos, enfim. Algumas questões são específicas, como, por exemplo a exploração sexual, a prostituição infantil, que está mais ligada à miserabilidade. Já o abuso sexual não tem relação com essa questão. Alguns delitos estão ligados à internet e aumentam, na medida em que aumenta o uso da internet,” afirma o doutor Cazé, como ele é mais conhecido.

ONDE O PEDÓFILO ATUA? - “Às vezes, um parente muito próximo ou pessoas que a família confia pode ser o autor de abuso sexual. As estatísticas e registros dos crimes de pedofilia têm aumentado no Brasil e no mundo todo, nos últimos anos. Mas não tanto porque aconteça em maior quantidade, mas principalmente porque as pessoas estão mais conscientes em denunciar e comunicar o acontecimento. Tem uma coisa muito simples que os pais podem fazer, que é prestar atenção na vida do filho: cuidar dele, olhar onde ele está indo, com quem está andando e o que está fazendo. Eventos como este são fundamentais, pois trazem informações e educação, para prevenirmos a ocorrência de crimes, que atingem a parcela mais importante da sociedade, que são as crianças e os adolescentes, além de demonstrar o interesse público nos direitos das crianças.”

COMO DENUNCIAR? – “Pode ser pelo Disque 100, pela PM, PC e MP – Ministério Público. Recomendo que a denúncia seja feita pessoalmente, para passar informações e fornecer prova. Entretanto, se não quiser, telefone e faça a denúncia anonimamente, já que isso ainda é bem melhor que não denunciar.”

Mais da Gazeta