Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1918
Pará de Minas 20/05/2022


exclusivo

GANHO PESSOAL

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

CANTORA LOCAL VAI DIRETO PARA A FINAL DO CANTA COMIGO

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

QUEM FOI

NELSON ALVES MARZAGÃO?
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Todo esforço merece reconhecimento e o GP Jornal sabe valorizar cada um de nós, como ninguém!”
VITOR DOS SANTOS SILVA, estudante de educação física.

Notícias Variadas

DE OLHO NA LICITAÇÃO DO OLHO VIVO

O OSB local - Observatório Social do Brasil protocolou junto à prefeitura impugnação do edital do Pregão Eletrônico que trata da contratação da empresa responsável pela implantação da infraestrutura do projeto de captura, armazenamento e monitoramento de imagens, denominado popularmente de Olho Vivo. O edital anuncia a pretensão de o município de investir R$ 2.063.881,83 no projeto. No entanto, ao analisar os documentos que acompanham a publicação, o OSB se deparou com várias dúvidas: * por que o edital optou por construir estrutura de fibra, ao invés da contratar, uma vez que a cidade já a possui; * por que o prazo foi tão curto entre a publicação do edital e a data de abertura das propostas, já que há a possibilidade de realização de visita técnica?; * por que a prefeitura seria responsável pelo fornecimento e implantação da rede óptica, já que na contratação pretendida já está incluída a construção da estrutura de fibra; * qual seria o custo total, caso isso fique, realmente, sob responsabilidade do município?; * tal rede seria totalmente subterrânea?; e * será que esse período de coronavírus, com o fechamento de muitas empresas, por causa do isolamento social, seria mesmo o ideal para essa licitação, por mais que ela seja realmente necessária? Afinal, “enfrentamos uma pandemia nunca vista, que requer utilização de recursos para garantir o salvamento de vidas”.

Mais da Gazeta