Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1918
Pará de Minas 20/05/2022


exclusivo

GANHO PESSOAL

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

CANTORA LOCAL VAI DIRETO PARA A FINAL DO CANTA COMIGO

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

QUEM FOI

NELSON ALVES MARZAGÃO?
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Todo esforço merece reconhecimento e o GP Jornal sabe valorizar cada um de nós, como ninguém!”
VITOR DOS SANTOS SILVA, estudante de educação física.

Notícias

COMO VAI O SAMU, APÓS A INAUGURAÇÃO?

A reportagem GP conversou com o secretário executivo do Samu, José Márcio Zanardi, que fez para os leitores desta GAZETA um balanço das atividades que ele vem realizando na cidade, desde a sua inauguração, há um mês. Confira.

“A população de Pará de Minas está acessando o serviço; tivemos cerca 52 ocorrências atendidas pela USB - Unidade de Suporte Básica, tripulada por um técnico em enfermagem e um condutor socorrista. Essas chamadas foram passadas imediatamente para Divinópolis/MG, onde eles acionam a unidade local com sua equipe para dar atendimento. Nosso tempo médio entre a ligação e a chegada da ambulância ao local de atendimento é de dezenove minutos, mas há casos que podem demorar mais e casos que podem demorar menos, devido às condições viáveis que temos na região. Foram 32 atendimentos por causas clínicas, 17 por causas traumáticas e 3 por causas psiquiátricas. Comparando com dois consórcios próximos, Barbacena/MG e Varginha/MG, estamos dentro daquilo que era esperado. Dessas ocorrências que nós tivemos, cerca de 12% foram resolvidas no próprio local do atendimento, aplicando medicamento, realizados procedimentos, dado um ponto, feito mobilização e a pessoa ficou no próprio local. 17% foram resolvidas por atendimento pelo telefone em que o médico orienta a pessoa no lugar que ela está para fazer um determinado procedimento, ensinando como fazer, resolvendo então o problema por telefone. É um padrão de atendimento de 1° mundo”, comemora José Márcio.

DIFERENTE DE BOMBEIROS E ANJOS? – “O Samu, diferentemente dos bombeiros e dos Anjos do Asfalto, é um atendimento na área de saúde, pré-hospitalar. Os bombeiros e os anjos trabalham normalmente em situações em que a pessoa precisa de um resgate, levando o paciente para uma UPA ou PA, já que eles não possuem medicamentos. Portanto, quando a pessoa tiver uma urgência médica, pode acionar o Samu e, se for necessário o apoio de um bombeiro, nós o acionaremos. É só ligar para o 192 que o técnico atende a ligação, registra a ocorrência e passa imediatamente para o médico que, vendo a situação, vai dar uma orientação ou empenhar uma das ambulâncias para dar um socorro.”

Mais da Gazeta