Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1917
Pará de Minas 13/05/2022


exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

“FIQUEI LIGADA A UM MONTE DE APARELHOS, MAS NÃO TINHA MAIS O CÂNCER NO MEU CORPO”

exclusivo

O mais tradicional evento cultural da cidade debateu sobre a VIDA PÓS-PANDEMIA

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

LEVINO DA COSTA DE JESUS, 115
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Por ser sério, o GP Jornal é muito respeitado na cidade!”
JOSÉ IRINEU SILVA, empresário.

1ª CARTA QUE EU RECEBO ME DÊ TUDO QUE EU DESEJO: FO-FO-CA!!! 1ª CARTA QUE EU RECEBO ME DÊ TUDO QUE EU DESEJO: FO-FO-CA!!!

       SOFÊIC NILS (*)
1ª CARTA QUE EU RECEBO ME DÊ TUDO QUE EU DESEJO: FO-FO-CA!!!

SOFÊIC NILS (*), colaborador que só escreve fake news (notícias falsas). Seu lema: “VOCÊ NÃO SABE QUEM SOU EU, MAS EUZINHA SEI TUDO SOBRE VOCÊ”!



“Gentalha, não deixe de ler a 1ª carta que euzinha recebi como colunista GP. Ai, que chique! Ai que podre! E ai que loucura, como diria a Narcisa Tamborindeguy! Bomba pura!!! Confira, letra por letra.

“Estou enviando esta mensagem, porque, apesar de não ter visto o fato, fiquei sabendo das línguas mais quentes da terrinha... Afinal, quem mora aqui, como euzinha, sempre fica sabendo de tudo, não é mesmo? Me contaram que uma conhecida senhora do meio jornalístico estava em uma loja, no centro da cidade, quando disse para as pessoas que ali estavam que ela iria colocar o celular dela no Viva Voz, para que todos pudessem ouvir os desaforos que ela estava ouvindo de uma pessoa daí, da GAZETA. Todo mundo ouviu e, quando ela estava saindo, explicou que fez aquilo só porque, caso ela precise de pessoas para testemunhar um processo jurídico que talvez precisasse abrir contra o jornal, que elas poderiam ser convocadas pela advogada dela. Acontece que, depois que ela se foi, as opiniões ali dentro da loja se dividiram. Isso, porque, antes dela colocar o celular no Viva Voz, todos ouviram muito bem a alteração e a falta de educação com que ela estava falando, aos gritos, com a pessoa que estava do outro lado. Ou seja, primeiramente, ela provocou, para ter aquela reação, também alterada. Como se diz na boca do meu povo, como se toca, se dança, não é mesmo? E olha que ela tocou feio mesmo, perdendo a linha na frente de todos que supunham que ela era, até então, uma pessoa de fino trato. Nada isso, porque foi o maior barraco, tanto dela, como da pessoa que trabalha no GP. É isso! Só queria que você soubesse e, se houver interesse, favor publicar em sua coluna bombástica, que eu adoro! Aliás, ela é a 1ª coisa que sempre leio na GAZETA!”

A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR - Você acha que quem fala demais sempre acaba dando bom dia a cavalo?

ATÉ BREVE! E DE LEVE...

Você não sabe quem sou eu, mas euzinha sei tudo sobre você!

(*) Colaborador que só escreve fake news (notícias falsas).


Mais da Gazeta